Umectação capilar: passo a passo

Olá!

Eu já fiz aqui no blog um post sobre umectação capilar, que vale a pena a leitura caso você não conheça nada sobre o assunto:

A umectação capilar pra mim é simplesmente um dos melhores tratamentos, afinal faz um bem danado pro cabelo e não é caro de fazer, já que óleos vegetais não são caros e você também pode fazer usando azeite de oliva extra-virgem, que todo mundo tem em casa e custa em média R$15,00.

Qualquer pessoa pode fazer a umectação, mas os cabelos ressecados e danificados são os que conseguem os melhores resultados.

O tratamento é muito fácil de ser realizado, mas quando postei uma foto no Instagram (me segue!) esses dias vi que muita gente ainda tem dúvida.

Por isso vou fazer um passo a passo aqui, pra não ter erro! 😀

Umectação capilar – passo a passo

umectacao-capilar-oleo

1 – Escolha o óleo certo

A umectação capilar precisa ser feita sempre com um óleo 100% de origem vegetal.

Não servem reparadores de pontas, não servem os óleos de perfumaria. Tem que ser o óleo vegetal.

Pode ser o óleo que você quiser: óleo de coco, óleo de amêndoas doce, óleo de cártamo, óleo de abacate ou o nosso velho e conhecido azeite de oliva extravirgem.

Se você não sabe onde comprar os óleos, é só acessar: Onde comprar óleos vegetais para umectação capilar.

2 – Prepare o cabelo

A umectação capilar tem que ser feita com o cabelo seco, sujo ou limpo.

Eu sempre faço com o cabelo sujo, pra economizar tempo e água, e tenho ótimos resultados.

Mas fazer umectação com o cabelo limpo é ainda melhor, pois ele vai estar livre de sujeira e oleosidade e vai absorver ainda mais o óleo.

Quer uma dica legal? Lave os cabelos com um shampoo anti-resíduos, passe um pouco de condicionador, não use nenhum finalizador e deixe secar naturalmente.

Depois disso aplique o óleo vegetal. Seu resultado vai ser ainda melhor!

3 –  Aplique corretamente

A forma correta de aplicar o óleo vegetal é muito simples, basta separar o cabelo por mechas finas e ir passando o óleo em todo o cabelo, massageando bem.

Você deve passar o óleo vegetal no cabelo inteiro, inclusive na raiz.

Muita gente acha que isso aumenta a oleosidade, mas é um mito. Na verdade o óleo, desde que seja 100% vegetal (por isso é que eu friso tanto), até diminui o processo de oleosidade do cabelo.

Isso acontece porque primeiramente todo o óleo será retirado, então não terá problema algum. Segundo porque a couro cabeludo vai sentir a presença do óleo e vai saber que a raiz já está hidratada, então vai fabricar menos óleo que o normal.

É o contrário do efeito rebote, que eu expliquei nesse post: O que é efeito Rebote?

Então não tenha medo e aplique óleo no cabelo inteiro, da raiz as pontas. E não esqueça de massagear bem o couro cabeludo, isso estimula o crescimento saudável dos fios. 😉

A quantidade é aquela ideal em que seu cabelo fique todo coberto de óleo, como na foto abaixo:

4 – Tempo de ação

O ideal é ficar com o óleo no cabelo no mínimo por 30 minutos, mas quanto mais você ficar, melhor.

Você pode passar de manhã, fazer os seus afazeres de casa e lavar só a noite.

Se você trabalha e não fica em casa, aplique o óleo vegetal, coloque uma touquinha plástica (pra não sujar o travesseiro), durma com o óleo no cabelo e lave no dia seguinte.

Depois do tempo de ação é só retirar.

5 – Retirada

Lave seu cabelo com água morna e um shampoo transparente, pois ele limpa melhor os fios e ajuda a retirar melhor o óleo do cabelo.

Se você desejar, pode aplicar um shampoo hidratante na segunda aplicação, mas eu sinceramente acho que não tem necessidade.

O shampoo pós umectação que eu uso e indico é o Pantene Brilho Extremo.

6 – Hidratação

Muitas pessoas pulam essa etapa no processo de umectação, mas eu particularmente gosto mais do efeito quando eu uso um creme de hidratação após o shampoo.

Mas o importante aqui é usar um creme bem leve e que faça uma reposição hídrica, como as máscaras a base de ceramidas, pantenol, aloe vera, vitaminas, etc.

Só é importante que você, nesse primeiro momento, fuja de máscaras a base de óleo para não pesar nos fios.

Eu geralmente uso o Yamasterol amarelo, que é ótimo, levinho e baratinho!

7 – Condicionamento

Passe o seu condicionador de costume, deixe o tempo de ação indicado e enxágue.

Aqui não tem regra nenhuma!

8 – Finalização

Para um melhor aproveitamento do tratamento o ideal é deixar o cabelo secar naturalmente.

Mas se você não puder ou não quiser, passe um bom protetor térmico e use secador como de costume.

Muita gente acha que não pode usar ferramentas térmicas na umectação, mas isso não é totalmente verdade.

Se você for usar secador no final do processo após a lavagem/hidratação/condicionamento, não tem problema nenhum.

Agora, você não pode por hipótese alguma usar secador e chapinha enquanto o óleo AINDA estiver no cabelo! Você vai literalmente fritar os fios e causar um efeito contrário, danificando seu cabelo!

Olha o resultado da umectação no meu cabelo. Dá pra perceber que ele fica com bastante brilho:

Eu sempre faço e indico a umectação capilar, pois é um tratamento eficaz, simples e barato pro seu cabelo!


Ainda ficou com alguma dúvida?

Pergunta nos comentários que eu respondo! 😉

Beijokas!

Comentários

comentários

  • Juliana (26/04/2015)

    Eu adoro as postagens sobre cabelo! Mas fiquei confusa nos passos 6 e 7. O Yamasterol já não serve como condicionador? Pq passar o Yamasterol que tu descreveu como creme de hidratação e depois mais um condicionador? Somente um creme com função hidratante não é o suficiente? Obrigada.

    • Manu Alves (27/04/2015)

      Juliana, aqui no blog eu fiz um post que falava da necessidade de usar condicionador após a máscara.
      Dá uma olhadinha que sua resposta está nesse post!

      Beijokas!

  • edna azevedo (22/07/2015)

    cabelos com mechas,posso fazer uso da umectacao? bjs

    • Manu Alves (22/07/2015)

      Pode fazer normalmente, Edna!
      Mas opte por óleos transparentes. Algumas pessoas reclamam que óleos amarelinhos, tipo o azeite, podem amarelar os fios.
      O de coco é bem branquinho e é uma boa opção!

      Beijokas!

  • Rebecca (30/06/2016)

    Quantas vezes por semana eu posso fazer isso? Pode substituir a etapa de nutrição no cronograma capilar?

    • Manu Alves (01/07/2016)

      Depende de como seu cabelo está, Rebecca. Se tiver muito danificado, pode fazer até 2 vezes na semana.
      A Umectação nada mais é que uma nutrição, mas feita de forma diferente, por isso pode ser substituída já que tem a mesma função.
      Beijokas!

  • Maria tereza (19/01/2017)

    Boa tarde manu,
    uma duvida é meu cabelo é seca, pouco quebrada e meio ondulados e liso misturado quantas vez posso usar?

    grata!

    (obs: adorei seu post <3 )

    • Manu Alves (22/01/2017)

      Recomendo sempre que se faça umectação 1 vez por semana!
      Beijokas!

  • Camila (08/03/2017)

    posso fazer a umectação e depois hidratar me cabelo com o creme da salon line pra cabelos crespos ?

  • Eliane (14/11/2017)

    Olá meu cabelo é muito fino e tem muitas pontas duplas queria saber se a umectacao pode ajudar a engrossar o cabelo e diminuir as pontas duplas?

    • Manu Alves (16/11/2017)

      A umectação com óleo de rícino deixa o fio mais resistente, o que dá a impressão de fio mais grosso. Não chega a engrossar muito, mas deixa o fio mais forte. E isso consequentemente ajuda na diminuição de pontas duplas!
      Beijokas!

Comenta, vai!

Your email address will not be published.

Acho que você também vai gostar

Here you can find the related articles with the post you have recently read.