Como classificar as máscaras do cronograma capilar

Olá!

Quem é leitor do blog provavelmente já deve ter ouvido falar sobre o cronograma capilar, pois em todas as resenhas de máscaras para o cabelo eu coloco no finalzinho em qual categoria o produto pertence dentro do cronograma: hidratação, nutrição ou reconstrução.

Se você não sabe o que é cronograma capilar, vou te explicar rapidamente:

O fio de cabelo é composto de várias substâncias responsáveis por manter a saúde do cabelo. Basicamente o fio é composto de água, óleo e queratina. Ao realizar procedimentos químicos no cabelo como tinturas, descolorações, progressivas, alisamentos e etc, o cabelo pode ficar danificado e perder algumas dessas substâncias. Em alguns casos mais graves, pode perder tudo. Por isso é preciso repor todas as substâncias perdidas através de tratamentos específicos.

O cronograma capilar foi desenvolvido para ajudar a recuperar um cabelo danificado, devolvendo tudo o que foi perdido durante os processos químicos. Dentro do cronograma são estipulados quais dias da semana você deve realizar os tratamentos de hidratação (reposição de água), nutrição (reposição de óleo) e reconstrução (reposição de proteínas).

Existe um cronograma diferente para cada tipo de cabelo (danificados, elásticos, ressecados, com frizz, etc) e a pessoa deve escolher qual mais se encaixa na sua condição.

Foi uma explicação bem simples, se você ficou interessado em saber mais sobre o assunto sugiro ler o post em que falei do cronograma com mais detalhes e expliquei passo a passo de como seguir: Cronograma Capilar

Várias pessoas me mandam mensagens perguntando o que fazer para tratar o cabelo danificado e a minha resposta é basicamente a mesma: cronograma capilar.

Eu fiz o cronograma quando estava saindo do loiro para o ruivo e tive excelentes benefícios, por isso sei que é um excelente tratamento a ser seguido, pois recupera mesmo!

Mas aí muitas pessoas acabam se perdendo na hora de classificar as máscaras que possuem em casa ou até mesmo tem dificuldade de comprar os produtos para realizar o cronograma capilar, pois elas nunca sabem em qual categoria a máscara se encaixa.

No post de hoje vou dar algumas dicas de como você pode fazer para classificar a sua máscara e poder seguir o cronograma certinho!

Como classificar as máscaras para o cronograma capilar

A primeira coisa que você precisa entender é quem nem sempre o rótulo condiz com sua função.

A maioria das marcas coloca no rótulo “máscara de hidratação”, mas mesmo com esse nome ela pode ter poder hidratante, nutritivo ou reconstrutor.

Mas Manu, como vou saber classificar, então? Através do rótulo!

Pegue os produtos que você tem em casa e veja qual a composição de cada um. Geralmente o produto que vem no início da composição é o que está em maior quantidade. Se tiver ingredientes hidratantes é de hidratação, se tiver ingredientes nutritivos é de nutrição e se tiver ingredientes reconstrutores, é de reconstrução.

Abaixo vou colocar quais os ingredientes que são responsáveis pela função da máscara:

Hidratação

classificar-mascaras-cronograma-capilar-hidratacao

As máscaras de hidratação são as mais fáceis de serem encontradas e geralmente mesmo as baratinhas conseguem excelentes resultados.

Uma máscara de hidratação é responsável pela reposição hídrica do fio, ou seja, ela vai ajudar a repor a água perdida do cabelo.

As substâncias que fazem esse trabalho de reposição hídrica são:

Semente de linhaça (semi do lino), Dexpantenol (Vitamina B5, o famoso Bepantol), Ceramidas, Vitamina A, Vitamina E, Babosa, Mandioca, Glicerina, Aloe Vera, Jaborandi, Derivados de Açúcar, Água de coco, Mel, Extrato de Maracujá.

Nutrição

classificar-mascaras-cronograma-capilar-nutricao

Atualmente, com a moda dos óleos capilares, também é bem fácil encontrar máscaras nutritivas de qualidade e que também não custam muito.

As máscaras de nutrição fazem reposição lipídica, ou seja, repõe o óleo perdido dos fios.

E a máscara de nutrição é a mais fácil de ser classificada. Se tiver óleo ou manteiga na fórmula, é máscara de nutrição!

As substâncias que fazem o trabalho de reposição lipídica (óleo) são:

Óleos vegetais no geral (argan, ojon, rícino, coco, manteiga, abacate, oliva, rosas, figo da índia, semente de uva, etc) e manteigas (murumuru, karitê, cupuaçu, cacau, abacate, etc).

O processo de umectação capilar se encaixa na fase de nutrição.

Reconstrução

classificar-mascaras-cronograma-capilar-reconstrucao

As máscaras de reconstrução também são fáceis de serem classificadas, já que no caso delas geralmente já vem escrito no rótulo algo como: máscara reconstrutora, máscara restauradora ou máscara repositora de massa.

A reconstrução é responsável por fazer a reposição proteica do fio.

Uma dica bem fácil e rápida é a seguinte: se tem queratina, é reconstrutora. Assim não tem erro!

Mas não existe apenas a queratina nas máscaras de reconstrução. Existem algumas máscaras que tem efeito reconstrutor e não possuem queratina em sua fórmula.

As substâncias que fazem o trabalho de reposição proteica (reconstrução) são:

Queratina, Creatina, Arginina, Cisteína, Lisina, Colágeno e Proteínas hidrolisadas (trigo, soja, e milho).

O processo de cauterização e queratinização se encaixam na fase de reconstrução.

Máscaras mistas

Existem muitas máscaras que podem ter substâncias hidratantes e nutritivas, nutritivas e reconstrutoras, hidratantes e reconstrutoras e as vezes até com as 3 características em um produto só.

Nesses casos você pode classificar de duas formas

  • Pela maior concentração de ativos

Eu disse anteriormente que o ingrediente que aparece em primeiro lugar no rótulo do produto é o ingrediente que vem e maior quantidade, certo?

Se o primeiro ingrediente da máscara é óleo de argan e o segundo é queratina, podemos classificá-la como uma máscara de nutrição.

Se o primeiro ingrediente da máscara é Vitamina B5 e o segundo é óleo de coco, podemos classificá-la como hidratação.

  • Pela forma que a máscara age no seu cabelo

Cada tipo de máscara pode deixar seu cabelo com uma característica diferente. Via de regra, funciona mais ou menos assim:

Máscaras de hidratação: o cabelo fica macio, bem soltinho, leve, com movimento e brilho.

Máscaras de nutrição: o cabelo fica com menos frizz, mais liso, com peso, maleável e pontas reparadas.

Máscaras de reconstrução: o cabelo fica forte, com o fio mais encorpado, sela cutículas e em alguns casos o fio fica meio “duro”, ou seja, deixa o cabelo mais resistente.

Então se você usou uma máscara de nutrição mas no seu cabelo o resultado foi de hidratação, use na fase de hidratação.

Para encerrar esse post com chave de ouro, fiz uma tabela com todas as informações acima. E deixei algumas sugestões de marcas de acordo com cada uma das fases.

Guarde essa imagem no seu celular e leve com você na sua próxima visita à perfumaria. 😉

classificar-máscaras-cronograma-capilar-2

E abaixo deixo alguns links que podem te ajudar durante seu cronograma:


E aí, restou alguma dúvida sobre classificar suas máscaras para o cronograma capilar?

É só comentar que eu te ajudo! 😉

Beijokas!

Comentários

comentários

Você também vai gostar desses posts:

2 comments

  1. Oi bom dia! meu cabelo esta saindo todo quando penteio, nao esta apenas caindo, ele ta saindo mesmo, ta elastico, e com pontos horríveis!!! Foi excesso de queratina. Estou desesperada! vou seguir o cronograma!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *