Cabelos no verão: Como cuidar?

Olá!

The summer is coming! Se em Game of Thrones o povo está esperando ansiosamente (e com muito medo!) pelo inverno, nós aqui não vemos a hora de chegar o verão, né?

Claro, depende muito de pessoa para pessoa. Eu particularmente não gosto do verão, prefiro a primavera, que tem aquele calor na medida.

Mas sei que o calorão é o preferido de muita gente então sempre tem post sobre isso aqui no blog!

E no post de hoje vou dar 5 dicas que vão te ajudar a manter os seus fios bonitos e saudáveis mesmo durante a exposição solar, mar e piscina!

Vem!

Cabelos no verão: Como cuidar?

1 -Molhe os cabelos com água doce antes de mergulhar

Essa é bem interessante e muita gente esquece de fazer. Sempre antes de mergulhar na água, seja no mar ou na piscina, molhe bem os cabelos com água doce antes. Água de chuveiro mesmo, sabe?

Quando a gente mergulha com o cabelo seco diretamente na água salgada ou com cloro da piscina, nosso cabelo absorve TODA essa água. E nós sabemos que o sal e o cloro são super prejudiciais para nosso cabelo!

Ao umedecer os fios com água doce antes de mergulhar, eles já estarão cheios de água doce, então vão absorver menos água salgada (ou de piscina).

Com isso o ressecamento é bem menor!

Então antes de ir para a praia e piscina, umedeça seus fios com água doce, aplique um creme hidratante com proteção solar e aí sim você se joga, miga!

2 – Tenha sempre um spray de água doce na bolsa

Sempre após voltar do mar e da piscina o ideal é novamente enxaguar o cabelo com água doce para depois reaplicar o creme hidratante.

Quando estamos na piscina é fácil, praticamente todos os lugares tem aquele chuveiro externo, então é só usar.

Mas e na praia? Dependendo do local, nem sempre tem aqueles chuveiros nos quiosques para serem utilizados!

A melhor forma então de resolver isso é pegar um frasco de spray borrifador e encher de água doce. Aí ao sair do mar, é só dar uma borrifada em todo o cabelo, ajuda muito!

Se você for ryca, uma opção melhor ainda seria a água termal. Mas eu sou pobre e não tenho coragem de gastar água termal no cabelo todo, hahahaha! Então vai água de chuveiro mesmo! 😀

3 – Evite prender os cabelos com elásticos muito apertados e por muito tempo

No calor a gente está sempre prendendo nossos fios, até porque ninguém aguenta o cabelo na nuca dos dias de verão, né?

Porém, opte por não prender com um elástico muito apertado. Isso vai causando uma fragilidade nos fios e com o tempo eles podem arrebentar.

E quando prender, não fique por muuuito tempo com ele preso, por causa do mesmo motivo. Os fios vão ficando frágeis.

Prenda o cabelo e sempre que puder, solte para que eles possam “descansar”! Hehe!

4 – Seque bem os fios antes de dormir

Quando a gente está na praia secador é a última coisa que a gente pensa!

Mas as vezes, mesmo no verão, o secador talvez tenha que ser utilizado!

Se na hora de dormir os seus fios estiverem sequinhos, então tá tudo certo. Mas se estiverem úmidos, miga, tem que secar!

Dormir com o cabelo úmido faz mal para os fios, pois quando o cabelo está molhado ele fica mais frágil. E o atrito de um cabelo frágil com o travesseiro resulta em que? Quebra!

Sem contar que o couro cabeludo úmido em contato com algo que vai abafar a região (o travesseiro) pode ser mais propenso a proliferação de fungos.

Se você vai passar pouco tempo de na praia, coisa de 2 ou 3 dias, dormir com o cabelo úmido não será tão prejudicial assim. Mas se você vai ficar 1 semana ou mais, melhor levar um secador de viagem e deixar na bolsa para quando for necessário.

5 – Hidrate semanalmente

Hidratar o cabelo semanalmente já deveria ser uma rotina na sua vida, mas se você não tem o costume de fazer isso no dia a dia, faça pelo menos durante sua estadia na praia e piscina.

O cabelo se resseca muito durante a exposição solar, sal do mar e cloro da piscina, então a hidratação aqui é obrigatória!

Opte por máscaras rápidas de 3 minutos, assim você hidrata debaixo o chuveiro mesmo e não precisa perder tempo algum!


Gostou das dicas?

Me conta no comentário se você tem algum outro truque que ajuda a manter os fios saudáveis durante o verão!

Beijokas!

Mitos e verdades sobre proteção solar

Olá!

O verão está chegando! E agora mais do que nunca a proteção solar é super importante!

O sol, além de causar manchas e envelhecimento precoce, pode causar um mal muito pior: o câncer de pele!

Sabia que no Brasil o câncer de pele é o tipo mais frequente? Sendo que é um dos tipos de câncer que mais dá para se evitar? Complicado, né?

Mas o que eu vejo é que na verdade, as pessoas até se previnem, mas acabam cometendo alguns erros que diminuem a proteção solar e aumentam o risco de câncer de pele.

E no post de hoje eu vou falar sobre os mitos e verdades sobre proteção solar, para que todo mundo aprenda de vez a se proteger do sol de forma correta!

Mitos e verdades sobre proteção solar

1 – É necessário aplicar o protetor solar mesmo em dias nublados e na sombra – VERDADE

Gente, se o dia está claro, é porque o sol está lá, hehehe!

Mesmo em dias nublados os raios solares estão lá, e eles também podem queimar nossa pele. Claro que nesse caso é aquele tipo de queimadura invisível, que não deixa a pele vermelha ou ardendo.

Porém, com o exposição frequente desses tipos de raios solares, com o tempo essa pequena exposição se torna muita, aumentando o risco de câncer de pele, manchas e envelhecimento.

A mesma regra vale em dias ensolarados, mas que você esteja na sombra. Os raios solares te alcançam do mesmo jeito, miga! De uma forma menor, claro, mas alcançam! Ou você não não presenciou aquela queimadura causada apenas pelo mormaço do sol?

Então mesmo que o dia esteja nublado ou que você esteja na sombra, não esqueça a proteção solar!

2 – Pessoas de pele negra não precisam usar proteção solar – MITO

Muitas pessoas que tem pele negra não usam proteção solar (ou usam, mas acabam optando por FPS mais baixos) achando que a melanina por si só pode proteger a pele, mas isso é mito!

Sim, pessoas de pele negra tem uma maior proteção natural contra o sol se comparado as pessoas brancas, mas isso não significa dizer que não é preciso usar proteção!

Por mais que a pele negra tenha menor disposição para queimaduras solares, ela também apresenta maior índice de manchas e queloides, sabia? E o risco de câncer de pele é o mesmo, independente do tom de pele.

Então não tem essa! Pele negra precisa usar protetor solar sim! E no mínimo FPS 30!

3 – A proteção solar impede o bronzeamento – MITO

Essa é outra informação muito comum. Muita gente quer pegar uma corzinha na praia e pensa: “se eu usar protetor solar não vou bronzear”. Mas isso é mito!

O protetor solar protege contra a queimadura dos raios solares, mas bronzeia do mesmo jeito!

Claro que o bronzeamento nesse caso se torna mais lento, mas ele vem e quando vem, se torna mais bonito e mais duradouro.

A protetor solar deixa que você bronzeie, porém não deixa a pele descascando, o que mantém o bronzeado uniforme e com maior duração.

Alguns protetores inclusive possuem agentes que ajudam no bronzeamento natural da pele, sem causar danos.

Se você é muito branquinha e quer pegar uma cor, comece usando um protetor solar FPS 50, para que a pele vá acostumando com a exposição solar aos poucos. Use essa proteção por uns 2 ou 3 dias e depois diminua para o FPS 30.

Você verá que sua cor ficará muito mais bonita, porém protegida e sem risco de descamação. 😉

4 – Os protetores solares são à prova d’água – MITO

Muito provavelmente você deve ter visto nas embalagens de protetores solares a frase: “Resistente à agua”.

Porém, miga, isso é um mito! O que essa frase quer dizer é que, se você entrar na água, o protetor solar não vai sair todo de uma vez. Porem uma grande parte sai sim!

Então sempre que entrar na água, seja mar ou piscina, ao voltar é preciso secar a pele e reaplicar o protetor solar novamente, ok?

5 – A quantidade de protetor solar não interfere na proteção  – MITO

Esse também é outro mito que muita gente não sabe, e que pode ser o grande vilão na hora da proteção solar.

As pessoas passam uma quantidade pequena de protetor solar no corpo, achando que ali já estão protegidas. Mas a verdade é que se você passar pouco produto, a proteção solar será diminuída.

Então é preciso aplicar uma camada generosa de proteção solar em todo o corpo, sem dó de gastar!

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, essa é a quantidade de protetor solar a ser utilizada em cada parte do corpo:

  • uma colher de chá de protetor solar no rosto, no pescoço e na cabeça
  • uma colher de chá de protetor para a parte da frente do tronco e outra para a parte de trás
  • uma colher de chá para cada braço
  • uma colher de chá para a parte da frente de cada perna e outra para a parte de trás de cada perna.

6 – É preciso reaplicar o protetor solar várias vezes ao dia – VERDADE

Outro erro muito comum entre as pessoas. Erro cometido por causa da própria embalagem que as vezes diz que o protetor serve por 8 horas e coisas do tipo.

Independente do que esteja escrito na embalagem, o protetor solar precisa ser reaplicado a cada duas horas, ok?

E se entrar na água antes desse tempo, tem que reaplicar de novo!

7 – Protetores solares menores que FPS 30 são eficientes na proteção solar – MITO

Se você vai pra praia ou para a piscina onde a exposição solar é alta e direta, o protetor solar precisa ser, obrigatoriamente, maior que FPS 30.

Os protetores com fator de proteção solar menores que isso não são tão eficazes na proteção solar intensa.

E isso vale para todo mundo, até em peles negras!

8 – O protetor solar do rosto pode ser o mesma do corpo – MITO

Protetores solares corporais geralmente tem uma fórmula diferente, sendo geralmente mais pesados e oleosos, ideal para a pele corporal que geralmente é mais ressecada.

Já a pele do rosto é mais sensível, e em peles oleosas e acneicas, a chance de aumentar as espinhas é muito grande.

Por isso o correto é usar um protetor solar no corpo e outro especial para a face no rosto. 😉

9 –  É preciso passar protetor solar nas orelhas – VERDADE

Quantas vezes você passou protetor solar nas orelhas? Sabia que muita gente têm câncer de pele nas orelhas nessa região por não passar protetor?

Isso é comum, afinal a gente esquece das bichinhas na hora de passar protetor! Mas saiba que essa região, por mais durinha que seja, também é pele e também pode sofrer com o excesso de raios solares.

Então não esqueça de passar protetor nas suas orelhinhas também!

10 – Protetores solares em spray são menos efetivos que os em creme – VERDADE

Essa é uma verdade em partes.

Assim, o protetor solar oferece a mesma proteção que os protetores em creme. Mas o problema maior está na hora da aplicação.

Lembra que eu falei lá em cima da quantidade de protetor solar que temos que aplicar em cada parte do corpo? Que precisa ser uma camada generosa?

Então, quando aplicamos o protetor solar em spray a camada de proteção que fica na pele é muito pequena, o que diminui a efetividade da proteção.

O problema maior está então na aplicação do produto, e não na eficiência dele. Se você aplicar uma camada generosa de spray, esperar secar e depois aplicar outra, a proteção se iguala.

Mas além de dar mais trabalho, gasta protetor que é uma beleza, hahaha!

Por isso é melhor investir logo nos protetores em creme!


Me diz aí, qual desses erros você cometia ao aplicar protetor solar?

Eu confesso que sempre me esquecia das orelhas e não passava a quantidade certa. Mas agora estou bem informada e não vou errar mais!

Beijokas!