Como recuperar cabelo elástico

Olá!

Você ultrapassou do ponto com as químicas e o resultado foi um cabelo mega elástico?

Deixou o descolorante mais tempo do que o indicado no cabelo e quando enxaguou o cabelo estava loiro, mas também detonado?

Você puxa seu fio e ele está mais elástico que os braços da Mulher Elástica dos Incríveis?

Calma, não se desespera! Esse post é pra você!

Pois eu vou te ensinar como recuperar um cabelo elástico! E eu sei que funciona porque eu também já passei por isso, viu miga? Acho que toda mulher já passou, né? Hahahaha!

Vem comigo!

Como recuperar cabelo elástico

A primeira coisa que você precisa saber é que você não vai recuperar seu cabelo de um dia para o outro com um tratamento só. São várias etapas que precisam ser seguidas e com muita paciência, você vai chegar lá.

O tempo de recuperação vai depender do grau de dano e também do tipo de cabelo. Quanto mais danificado, mais tempo você vai demorar para conseguir recuperar.

Não desista no meio do caminho, pois quem espera sempre alcança! 😀

Vamos para as dicas!

1 – Comece com uma reconstrução ácida

De cara é preciso que você precise reconstruir esse fio, afinal se ele está elástico assim é porque ele perdeu tudo o que sustenta esse fio e por isso você precisa repor.

A queratina é a principal proteína do cabelo e através da reconstrução você repõe essa proteína, então a reconstrução é o primeiro e o principal passo para a recuperação de um cabelo elástico.

Só que além da reconstrução é importante também equilibrar o pH desse fio, que deve estar todo alterado por causa da química que você fez e que resultou nesse cabelo elástico. E se o pH está alterado, miga, não tem tratamento que você faça que vá fixar nesse cabelo.

Então o primeiro passo para recuperar o cabelo elástico é uma reconstrução junto com equilíbrio do pH, também conhecido como reconstrução ácida. Eu já ensinei como fazer essa reconstrução aqui no blog, é só fazer:

Reconstrução ácida para cabelos super danificados e elásticos

OBS: Enquanto o cabelo estiver elástico não é recomendado o uso de NENHUMA fonte de calor. Por isso toda reconstrução deve ser feita à frio.

A reconstrução ácida deve ser feita a cada 15 dias, até o cabelo começar a apresentar sinais de melhora. Depois o intervalo deve ser aumentado para 30 dias.

2 – Continue com as reconstruções comuns

Depois de começar a com a reconstrução ácida, faça reconstruções comuns (sem a parte de equilibrar o pH) uma vez por semana.

O cabelo elástico precisa se reestruturar e só a reconstrução é que pode salvá-lo!

Mas lembre do que falei do tópico acima: nada de usar fonte de calor. Então não faça cauterizações por enquanto, ok? Faça apenas reconstruções que não usem secador ou chapinha.

O ideal é intercalar máscaras de queratina com máscaras reconstrutoras sem queratina, para você oferecer ao cabelo tudo o que o fio precisa para se reconstruir.

Máscaras repositoras de massa são uma boa pedida.

3 – Nos intervalos, muita hidratação e nutrição

Nós vamos reconstruir o cabelo uma vez por semana, certo? Nesses 6 dias de intervalo o cabelo vai precisar de muita água e óleo para ficar bem hidratado e nutrido, pois nem só de queratina vive o fio.

Então aproveite para hidratar e nutrir muito o cabelo, com máscaras hidratantes e nutritivas potentes, as melhores que você tiver.

E melhores máscaras não precisam ser caras! Atualmente na perfumaria você encontra muita coisa boa por preços super acessíveis!

E claro, não poderia deixar de citar a boa e velha umectação capilar para nutrir os fios! Além de ser barata, é excelente para ser utilizada entre reconstruções para deixar os fios maleáveis, também sendo muito importante no processo de recuperação de cabelo elástico.

Faça uma hidratação e uma nutrição uma vez por semana, no intervalo das reconstruções. A umectação pode ser feita também 1 vez por semana.

4 – Nada, nada, nadinha de secador e chapinha

Até rimou! Mas é muito importante que você não use nada de ferramenta térmica nesse momento, pois o cabelo elástico está muito frágil e qualquer calorzinho é sinônimo de ainda mais dano para o fio.

Então pelo menos no primeiro mês de tratamento, siga direitinho as orientação e não utilize nada de secador, chapinha e nem babyliss.

Depois no segundo mês, onde o cabelo estará mais saudável, talvez (talvez), você possa usar o secador em algum momento só para facilitar a vida. Mas se for usar, só com protetor térmico de qualidade e com temperatura morna.

Chapinha e babyliss nem pensar! Só depois que o cabelo estiver totalmente recuperado!

5 – Utilize leave-in hidratante

Já que você não vai poder usar secador e nem chapinha, aproveite para usar um hidratante sem enxágue que além de ajudar a manter a hidratação nos fios, vai também ajudar a mantê-lo mais bonito, com menos frizz e mais macio, ajudando também a deixar o aspecto do cabelo mais bonito.

A gente sabe que o cabelo elástico geralmente deixa o cabelo volumoso e com cara de ressecado e as vezes só uma escova pra dar jeito, mas como a escova aqui está proibida, vamos nos virar com os leave-ins.

Escolha um adequado para o seu tipo de cabelo e deixe na bolsa para ir reaplicando durante o dia quando necessário. 😉

6 – Nada de químicas!

Bom, sabemos que o que deixou seu cabelo elástico foram o excesso de químicas, né?

Então nem pensar em fazer mais química agora, miga! Primeiro a gente recupera esse fio e só depois a gente pensa em fazer alguma coisa!

Nada de querer mudar a cor, nada de querer fazer luzes e muito menos não inventa história de fazer progressiva para tratar fio porque isso “no ecziste”!

Progressiva é uma química e não trata cabelo coisa nenhuma! É um alisamento que pode piorar ainda mais o estado do seu fio, apenas maquiando o aspecto do cabelo, deixando-o esteticamente bonito, mas por dentro ele continuará danificado. Aí depois que a química sair minha amiga, o resultado é ainda pior!

Então primeiro vamos recuperar esse fio e quando ele estiver bonitinho e saudável, aí sim você pode fazer a química que quiser. Mas dessa vez com juízo, para não deixar o cabelo elástico de novo, combinado?


Gostou das dicas? Quem aí já sofreu com cabelo elástico? Tem alguma dica especial?

Me conta nos comentários!

Beijokas!

Comentários

comentários

Comenta, vai!

Your email address will not be published.

Acho que você também vai gostar

Here you can find the related articles with the post you have recently read.