5 Dicas simples que vão deixar seu cabelo mais bonito!

Olá!

Toda mulher sonha em ter o cabelo mais bonito, né?

Não importa como ele seja, a gente tá sempre inventando moda pra deixar os fios mais bonitos. É tinta aqui, creme acolá, progressiva, relaxamento, luzes, transição capilar, enfim….estamos sempre fazendo algo!

Mas sabia que, fora isso, existem algumas dicas super simples que podem te ajudar a deixar o cabelo mais bonito, sem precisar fazer muita coisa?

Quer saber quais são as dicas? Acompanhe comigo!

5 Dicas simples que vão deixar seu cabelo mais bonito!

1 – Atenção para a lavagem

Eu já disse isso aqui no blog, mas vou dizer de novo para caso você ainda não saiba: sabia que shampoo é para ser utilizado apenas na raiz?

Isso mesmo! A forma correta de lavar o cabelo é passar o shampoo na raiz, esfregar até formar espuma, e usar apenas a espuma formada nas pontas! Nada de shampoo direto nas pontinhas!

Quando você usa shampoo nas pontas, você tira a hidratação natural dessa região que é mais ressecada que o de costume, e nisso faz com que o cabelo fique mais propenso a ressecamento, quebra e formação de pontas duplas!

Então aprenda desde já uma dica simples e que vai deixar seu cabelo mais saudável: shampoo é só a raiz!

Se quiser usar algo para as pontas, opte por um condicionador de limpeza! 😉

2 – Escolha a ferramenta certa para pentear

Aprenda mais uma dica com a tia Manu: use sempre uma escova certa para o seu tipo de cabelo, e o estado dele!

Se o cabelo está muito danificado, não penteie com ele no chuveiro, ok? O cabelo danificado é mais elástico e quando está molhado, fica ainda mais elástico! O correto é tirar o excesso de água primeiro, passar um leave-in hidratante e só depois pentear, para evitar a quebra.

Se o cabelo embaraça muito, escolha as escovas que diminuem a quebra, como a Tangle Teezer e similares. As escovas com pontas de bolinha também são ótimas para desembaraçar, assim como as do tipo raquete.

Agora, se o cabelo é mais grosso e crespo, aí sim você pode desembaraçar no chuveiro, mas sempre usando uma escova ou pente de dentes largos para não quebrar seus fios.

Aqueles pentes muito finos não são indicados para nada na maioria das vezes! Eles quebram muito o cabelo e se forem de plástico, ainda aumentam o frizz!

3 – Cuidado na secagem

A secagem é uma parte importante na hora dos cuidados com os fios.

Você não pode, em hipótese alguma, torcer e friccionar seus fios contra a toalha! Isso leva o cabelo a um estado de fricção enorme, deixando-os esgarçados e frágeis!

Para secar os fios, opte por uma toalha que absorva bem os fios, como as de microfibra, e apenas aperte a toalha contra o cabelo! Não torça e nem friccione!

E se você não tiver toalha de microfibra, use um camiseta de algodão! Ela absorve melhor a umidade e é macia o suficiente para não causar um atrito desnecessário a o cabelo. 😉

4 – Use fronha de cetim

Essa dica é ótima, principalmente para quem sofre com cabelo que embaraça muito, como os muito finos, e para os mais ressecados, como os crespos e danificados

A fronha de cetim é muito lisinha, o que faz com que os fios deslizem na hora que a gente está dormindo.

Ao acordar, o cabelo estará desembaraçado e sem frizz, já que o cetim também diminui a eletricidade estática dos fios!

O deslize dos fios no cetim também facilita a passagem dos óleos do couro cabeludo para as pontas, ou seja, o cabelo fica até mais hidratado!

5 – Hidrate-se de dentro para fora

A gente compra mil cremes, segue cronograma capilar, passa um quilo de hidratante nos fios, mas se esquece que boa parte da hidratação do cabelo se dá de dentro pra fora!

Ou seja, de nada adianta você investir no tratamento capilar se não cuidar do seu corpinho por dentro!

Beba pelo menos 2 litros de água por dia, assim seu corpo todo e consequentemente seu cabelo ficarão mais hidratados!

Outra coisa interessante é acrescentar na sua dieta gorduras saudáveis, pois eles também vão ajudar na nutrição do seu cabelo, de dentro pra fora.

O suplemento de ômega 3 é uma excelente opção! Converse com seu médico para que ele possa de indicar a quantidade ideal para o seu caso! 😉

Peixes, azeite, amendoim, nozes, castanhas e abacate são alimentos ricos em gorduras saudáveis e que podem ser acrescentados na dieta.


Viu que as dicas desse post são coisas simples e que podem ser feitas sem muita dificuldade, apenas como um passo a mais na rotina?

Só que todas elas são preciosas e podem ajudar muito a deixar seu cabelo ainda mais bonito!

Faça e depois volte aqui pra me contar o resultado, combinado?

Beijokas!

Testei: Soft Color 743

Olá!

Todas as vezes que ia na farmácia eu ficava namorando o tonalizante Soft Color 743. Isso porque ele, pelo menos na caixinha, tinha cara de ser um ruivo muito bonito!

Até que esse mês eu achei que meu cabelo tava muito desbotado e como tava com preguiça de tingir, resolvi levar a 743 pra casa pra testar.

Afinal, como é tonalizante, se eu não gostasse iria sair com as lavagens, né?

Usei o tonalizante no fim de semana e agora vou contar o que achei!

Testei: Soft Color 7.43

O tonalizante 743 da Soft Color faz parte da linha Natural Instincts. Assim como todo tonalizante, ele não possui amônia em sua formulação.

O bom dos tonalizantes de caixinha é que eles já vem com tudo o que é preciso, não é preciso comprar nada a parte.

O Soft Color vem com o tonalizante (bisnaga) e a emulsão ativadora de 13 volumes.

Essa quantidade deu perfeitamente para todo meu cabelo, pois tonalizante espalha tão fácil que não precisa de muito para conseguir o resultado.

Fora isso, dentro da caixinha tem um sachê de tratamento para usar após a tonalização, a bula de explicação e um par de luvas de plástico.

Como usar?

Basta colocar a bisnaga dentro do frasco da emulsão ativadora e agitar bem até que a mistura esteja homogênea.

Depois é só quebrar a pontinha e aplicar, no cabelo todo, da raiz as pontas.

É importante lembrar aqui que tonalizante tem que ser aplicado com o cabelo úmido, ok? Então você pode simplesmente umedecer com água em um borrifador ou se preferir, pode lavar antes.

Eu lavei com shampoo transparente antes de usar, pois prefiro assim. 🙂

O que eu achei?

Gente, não é que o bichinho me surpreendeu?

A cor ficou muito bonita, um acobreado com um toque de laranjinha, mas sem perder a naturalidade!

Ele deu uma leve escurecida no meu tom, que estava beeeem desbotado. Mas ainda sim achei que ficou uma cor super linda!

Olha só:

A raiz continua escura porque tonalizante não clareia cabelo, ok? No máximo ele dá uma disfarçada dando uma tonalizada por cima, mas não clareia.

Achei também que a cor ficou bem uniforme. Gostei bastante!

A única coisa que não curti  é que, depois do enxágue, tive a impressão que meu cabelo estava muito ressecado!

Senti ele meio duro depois de enxaguar, mas isso foi contornado com o uso do sachê de tratamento que veio junto.

Depois de seco não senti ele mais ressecado que o normal não. Foi só na hora de enxaguar mesmo.

Conclusão:

Gostei bastante do tonalizante, pois ele é bem fácil de aplicar e deixou um tom de ruivo muito bonito!

É uma boa opção para usar entre uma coloração e outra, para reavivar a cor enquanto não chega a hora do retoque.

Eu paguei R$22,00 na Drogaria São Paulo, e sempre encontro essa cor em farmácias e supermercados.

Mas tome cuidado, porque eu fui em uma perfumaria que estava cobrando mais caro na 743, talvez por ser muito procurada.

Não caia nessa lábia, procure outro lugar em que o preço é mesmo, independente da cor!


E aí, gostou da Soft Color 743?

Me conta nos comentários, miga!

Beijokas!

Condicionador de limpeza: o que é? Vale a pena usar?

Olá!

Você já deve ter ouvido falar do condicionador de limpeza, né? Talvez conheça por outro nome, como técnica co-wash!

Mas você sabe o que é um condicionador de limpeza? Para que ele serve? E principalmente: será que vale a pena usar?

Vamos descobrir tudo isso no post de hoje!

Condicionador de limpeza: o que é?

Bom, a técnica co-wash foi desenvolvida há um tempo, com o objetivo de limpar os cabelos sem o uso do shampoo.

No lugar do shampoo, usa-se um condicionador. E sim, ele também tem o poder de limpar os fios!

A diferença principal é que o condicionador usado para o co-wash precisa ser liberado, ou seja, livre de sulfatos, parabenos, parafina, petrolatos e óleo mineral.

Existem algumas marcas que lançaram condicionadores de limpeza (ou condicionadores co-wash), mas na real qualquer condicionador que seja liberado (livre das substâncias acima) pode ser usado para lavar os cabelos.

No site Oh, Lollas tem uma lista completa dos ingredientes proibidos para condicionadores de limpeza (co-wash).

O que vai fazer um ser melhor do que o outro é a experiência de uso no cabelo de cada um.

Para quem é indicado?

A técnica foi inicialmente desenvolvida para cabelos cacheados e crespos, pois esse tipo de cabelo é muito ressecado e sofre com o uso de shampoos tradicionais, que além de limpar, retiram também a hidratação natural dos fios.

Porém, lavar o cabelo com condicionador pode ser usado por qualquer pessoa que tenha os fios ressecados, pois essa técnica limpa bem sem ressecar.

Pode ser usada em quem tem cabelos muito danificados e sensibilizados por químicas.

Pessoas com cabelos de cores que desbotam muito rápido, como os ruivos e os coloridos, também podem usar a técnica pois ela ajuda a manter a cor dos cabelos por muito mais tempo.

Como utilizar?

Se você vai fazer apenas a técnica co-wash, é importante saber que você não poderá mais usar nenhum produtos com parabenos e petrolatos.

Isso porque o condicionador de limpeza não possui detergentes suficientes para retirar esse tipo de produto do seu cabelo. Então se você usa finalizadores com parabenos, petrolatos e óleo mineral, essas substâncias vão ficar no seu fio e não serão retiradas na hora da lavagem. Com o tempo o acúmulo dessas substâncias vai deixar o cabelo pesado e sem vida.

Por isso que ao começar a usar a técnica co-wash, tenha em mente que todas as máscaras de hidratação, nutrição, reconstrução e os finalizadores também vão ter que ser liberados, ok?

No link do site Oh, Lollas que coloquei acima tem uma lista do que pode ou não ser usado de acordo com a técnica utilizada.

Para começar, utilize um bom shampoo anti-resíduos para fazer uma limpeza completa. Hidrate com uma máscara liberada e a partir da próxima lavagem, já pode usar seu condicionador de limpeza.

Alguns cabelos se adaptam bem apenas com os condicionadores de limpeza. Outros podem ficar pesados com o tempo. Se isso acontece com o seu, é só lavar com um shampoo tradicional (sem sulfato) a cada 15 dias para uma limpeza maior.

Porém, você pode usar condicionador de limpeza sem necessariamente usar apenas produtos liberados. E aproveitar os benefícios dos dois mundos.

Só que nesse caso, você vai ter que usar um shampoo tradicional com certa frequência. Pode ser uma vez por semana, ou lavagem sim, lavagem não, enfim…o que for melhor para o seu cabelo.

Eu geralmente uso em toda lavagem um shampoo tradicional e na segunda lavagem, uso um condicionador de limpeza.

Dessa forma eu consigo um meio termo entre limpeza dos fios e condicionamento oferecido pela técnica co-wash. E meu cabelo está reagindo bem!

Vale a pena usar?

Gente, tudo na vida é questão de gosto e principalmente, de experiência.

Muitas meninas usam a técnica e simplesmente adoram, não vivem mais sem.

Outras usaram e não se adaptaram, e está ok também.

O ideal mesmo é fazer o teste e ver como o cabelo se comporta.

Eu usei a técnica sozinha e não me adaptei. Achei que com o tempo o cabelo ficou muito pesado e o shampoo sem sulfato não deu conta. Desisti.

Esses dias testei o da L’Oréal Professionnel e meu cabelo adorou, então comecei a usar da forma que falei acima: uma lavagem com shampoo tradicional e outra com o condicionador de limpeza.

Meu cabelo nunca esteve tão bonito como está agora depois que comecei a fazer dessa forma! Está mais brilhante, mais hidratado, soltinho e com muito menos quebra por causa da lavagem.

Meu cabelo é fino e quando lavava só com shampoo tradicional, ele quebrava e caía demais na hora de passar a máscara, porque embaraçava muito.

Agora como uso sempre o condicionador de limpeza, ele fica totalmente desembaraçado, me permitindo usar as máscaras sem precisar desembaraçar os fios.

Ou seja, você precisa encontrar a melhor forma de usar o condicionador de limpeza que vai trazer benefícios para o seu cabelo. Ou não usar, caso você ache que não é o produto para você!

Opções:

  1. Cleasing Conditioner – L’Oréal Professionnel – R$104,00
  2. Condicionador Antiqueda – Phytoervas – R$26,00
  3. Co Wash Sou+Cachos – Yenzah – R$20,00
  4. Co-Wash SOS Bomba – Salon Line – R$15,00
  5. Crème Wash – Joico – R$125,00
  6. Co Wash Botica – Bioxtratus – R$27,00
  7. Elseve Light-Poo – L’Oréal Paris – R$30,00
  8. Condicionador Morango – Surya – R$26,00
  9. Co-Wash Hydra Cachos – Amend – R$25,00
  10. Yamasterol Amarelo – Yamá – R$6,00

Tem para todos os gostos e bolsos! 😉


E você, já usou condicionador de limpeza?

Que tal me contar sua experiência? Te espero nos comentários!

Beijokas!

Swag Hair: o corte para quem precisa de volume!

Olá!

Você já ouviu falar no corte de cabelo swag hair?

Ele foi uma grande tendência em 2016, mas continua em alta mesmo dois anos depois por um motivo muito legal: ele dá volume e um ar despojado para os cabelos, então é um corte considerado sempre atual.

O swag hair é uma excelente opção para quem tem cabelos bem fininhos e sem volume, sabe? Pois ele realmente deixa um aspecto mais volumoso, com cara de capa de revista!

Esse corte é uma variação do já famoso long bob. A diferença maior aqui é que no swag hair são feitas algumas camadas desconectadas, com repicados nas laterais para deixar tudo bem no estilo bagunçadinho.

E para fechar com chave do ouro, o swag hair traz uma franja maus curtinha e também repicada, que ajuda a emoldurar o rosto e deixar o corte ainda mais moderno.

Geralmente são utilizadas franjas mais curtinhas, mas o corte também cai muito bem em quem gosta das franjas laterais e abertas no meio.

Lisas, cacheadas e onduladas aceitam super bem o swag hair. E para manter é bem fácil, afinal é só finalizar com algum produto que dê volume e definição e amassar com as mãos ou com o difusor do secador.

Ah, e diferente do long bob, em que é feito sempre com os fios na altura do ombro, o swag hair pode ser feito em cabelos de diversos tamanhos, dos mais curtinhos até os mais longos!

Quer ver? Olha só as inspirações que separei:

Viu só? É um corte super democrático, cai bem em todo mundo!

Repare que a maioria das mulheres que usam esse corte são aquelas que possuem pouco cabelo, como a Kate Moss e a Dakota Johson. Isso porque, como eu falei, é um corte que ajuda muito a dar volume em quem tem cabelo mirradinho.


E aí,  gostou da inspiração do swag hair?

Me conta nos comentários o que achou!

Beijokas!

Testei: Moroccanoil Light

Olá!

O Moroccanoil é um dos óleos mais famosos quando a gente pensa em óleo de argan, né?

Afinal, foi a marca que fez com o óleo de argan ganhasse toda essa fama, pois antes de Moroccanoil ninguém nunca tinha ouvido falar em argan!

Eu sempre tive curiosidade de testá-lo, até que tive uma oportunidade e comprei um frascão de Moroccanoil Original, que foi o primeiro a ser lançado. E só agora eu percebi que eu não fiz resenha dele aqui! :O

Gente, eu juro que tinha feito post sobre o Moroccanoil Original no blog! Será que foi em outra vida, em que eu também era blogueira? Hahahaha!

Enfim, como eu não fiz resenha do Original, vou tentar nesse post mesmo esclarecer algumas diferenças, ok?

Tempos depois do lançamento do óleo original a marca lançou o Moroccanoil Light Oil Treatment, uma versão mais leve indicada para cabelos finos e loiros, já que o original tem uma coloração forte que vai amarelando os fios loiros com o tempo, principalmente os descoloridos.

Eu tinha vontade de testar essa versão light também, até que a Kutiz mandou um frasquinho dele aqui pra casa!

Já estou usando faz um tempinho e agora vou contar em detalhes o que achei!

Testei: Moroccanoil Light

O Moroccanoil vem nessa caixinha, para uma melhor proteção do produto já que o óleo vem em um frasco de vidro.

Eu recebi a versão de 25ml, que por mais que pareça pouco, rende bastante pois não precisa usar muito produto no cabelo.

Como eu disse anteriormente, a versão light é indicada para cabelos finos ou levemente tingidos. O que seria levemente tingido? Só com um pouco de cor? hahahaha!

Acho que essa tradução está errada, pois acho que eles quiseram dizer que é indicado para cabelos claros, hehehehe!

O que a marca diz?

 

Tenha cabelos saudáveis, sedosos e brilhantes cheios de vida. O Tratamento Moroccanoil® Light foi especialmente formulado para as necessidades dos delicados cabelos claros (incluindo prateados e brancos) e dos cabelos finos. Base essencial para penteados, o Tratamento Moroccanoil Light pode ser usado ao mesmo tempo como agente condicionador, para pentear e dar acabamento. Como ele contém óleo de argan rico em antioxidantes e vitaminas que estimulam o brilho, esse tratamento nutritivo dos cabelos desembaraça, acelera o tempo de secagem dos cabelos e promove o brilho, deixando os fios macios e mais fáceis de manusear a cada uso. Destaque-se na multidão.

O que eu achei?

O Moroccanoil Light tem uma consistência bem leve, sendo um óleo mais fininho, sabe? Já o Original é um óleo mais denso, daqueles que se você passar demais, deixa o cabelo pesado.

A cor também é diferente. Enquanto o Original é um amarelo bem escuro, o Light já é um amarelo mais claro. Eu só não fiz um comparativo entre os dois porque o meu Original acabou faz tempo.

O Moroccanoil Light, justo por ter a textura mais leve, penetra rapidamente nos fios e eu não achei que pesa em nada. Mesmo usando um pouco mais de produto senti que os cabelos absorveram bem e não ficaram oleosos.

Usei o Moroccanoil de duas formas e falarei o que achei de cada uma delas, ok?

No cabelo úmido, antes de secar

Com o cabelo úmido, apliquei o Moroccanoil Light e usei o secador como de costume.

Depois de seco achei que as pontas estavam mais comportadas, mas só. Não acho que ele hidrata o suficiente para ser usado como leave-in. Para esse caso o Moroccanoil Original se sai melhor, pois ele oferece uma mega nutrição!

No cabelo seco, após finalizar tudo ou no dia seguinte pós-lavagem

Aí sim eu amei o resultado! Sabe aquela aspereza que o cabelo fica após pentear, principalmente no dia seguinte?

O Moroccanoil Light tira na hora! Sem contar o brilho maravilhoso que deixa, além também de hidratar bem as pontas.

O Moroccanoil Original também faz tudo isso, mas de uma forma mais intensa e se você errar a mão, o cabelo fica mais pesado.

Mas ambos cumprem bem a promessa de usar como finalizador com o cabelo seco.

Mas ele trata os fios ou é só maquiagem?

Algumas pessoas dizem que o Moroccanoil é só uma maquiagem para os fios, mas na minha humilde opinião ele é sim um óleo de tratamento.

Quando usei a versão Original tempos atrás eu comprei justo porque tava sentindo meu cabelo ressecado. Com algum tempo de uso o cabelo foi ficando cada vez melhor, sabe? Então, pelo menos no meu cabelo eu senti que ele agiu como tratamento.

Só que assim, conforme você vai usando e seu cabelo vai ficando recuperado, tem uma hora que parece que ele “estaciona” e não dá mais efeito. Na verdade é seu cabelo que não está mais precisando desse tratamento em específico, e não que o produto seja ruim.

Nessa hora é o momento de entrar com a versão Light, que tem os mesmos benefícios mas de uma forma mais leve, que vai manter o que o Original conseguiu.

Conclusão:

Eu gostei muito do Moroccanoil Light, pois ele deixa os fios bem macios, brilhantes, com textura aveludada e com pontas reparadas. Ele é ótimo para ser usado no dia a dia logo após pentear, para dar um “up” nos fios que ficam com cara de recém hidratados após o uso.

Isso sem contar que deixa o cabelo bem perfumado! <3

Não gostei muito de usá-lo como leave-in com cabelo molhado pois achei que para esse fim ele é meio fraco. No cabelo úmido eu prefiro investir em produtos em creme ou loção mesmo. Aí venho com o Moroccanoil só para finalizar.

Moroccanoil Original ou Light?

Se o seu cabelo está muito danificado, muito ressecado ou você faz muitas químicas por vez, melhor investir na versão Original já que ele é bem mais poderoso.

Depois que o cabelo recuperar, aí você usa a versão Light para manter os resultados.

Agora, se o cabelo for fino, levemente danificado e pouco ressecado, melhor investir na versão Light já que ele possui os mesmos benefícios do Original, mas de forma mais leve que não vai pesar nos fios.

Se você é loira, invista também no Light, ok? O Original pode amarelar os fios com o tempo de uso. 😉

Um frasco de 25 ml de Moroccanoil custa em média R$140,00. É caro, não tem jeito, pois os produtos da Moroccanoil em si já são bem caros, até fora do Brasil.

Mas tá tendo promoção da Kutiz e se você quer um Moroccanoil para chamar de seu, essa é a hora!

O Moroccanoil Light Oil Treatment está saindo por R$74,90 e o Original Moroccanoil Oil Treatment também está por R$74,90, ambos de 25ml.

Vale o investimento? Só se você realmente tiver curiosidade pra testar, principalmente pelo preço que está em promoção. Porque existem óleos tão bons quanto ele e que custam muito mais barato, como o Precious Nature da Alfaparf. Em breve tem resenha dele! 😉

Olá! O Moroccanoil é um dos óleos mais famosos quando a gente pensa em óleo de argan, né? Afinal, foi a marca que fez com o óleo de argan ganhasse toda essa fama, pois antes de Moroccanoil ninguém nunca tinha ouvido falar em argan! Eu sempre tive curiosidade de testá-lo, até que tive uma oportunidade e comprei um frascão de Moroccanoil Original, que foi o primeiro a ser lançado. E só agora eu percebi que eu não fiz resenha dele aqui! :O Gente, eu juro que tinha feito post sobre o Moroccanoil Original no blog! Será que foi em outra vida, em que eu também era blogueira? Hahahaha! Enfim, como eu não fiz resenha do Original, vou tentar nesse post mesmo esclarecer algumas diferenças, ok? Tempos depois do lançamento do óleo original a marca lançou o Moroccanoil Light Oil Treatment, uma versão mais leve indicada para cabelos finos e loiros, já que o original tem uma coloração forte que vai amarelando os fios loiros com o tempo, principalmente os descoloridos. Eu tinha vontade de testar essa versão light também, até que a Kutiz mandou um frasquinho dele aqui pra casa! Já estou usando faz um tempinho e agora vou contar em detalhes o que achei! Testei: Moroccanoil Light O Moroccanoil vem nessa caixinha, para uma melhor proteção do produto já que o óleo vem em um frasco de vidro. Eu recebi a versão de 25ml, que por mais que pareça pouco, rende bastante pois não precisa usar muito produto no cabelo. Como eu disse anteriormente, a versão light é indicada para cabelos finos ou levemente tingidos. O que seria levemente tingido? Só com um pouco de cor? hahahaha! Acho que essa tradução está errada, pois acho que eles quiseram dizer que é indicado para cabelos claros, hehehehe! O que a marca diz?   Tenha cabelos saudáveis, sedosos e brilhantes cheios de vida. O Tratamento Moroccanoil® Light foi especialmente formulado para as necessidades dos delicados cabelos claros (incluindo prateados e brancos) e dos cabelos finos. Base essencial para penteados, o Tratamento Moroccanoil Light pode ser usado ao mesmo tempo como agente condicionador, para pentear e dar acabamento. Como ele contém óleo de argan rico em antioxidantes e vitaminas que estimulam o brilho, esse tratamento nutritivo dos cabelos desembaraça, acelera o tempo de secagem dos cabelos e promove o brilho, deixando os fios macios e mais fáceis de manusear a cada uso. Destaque-se na multidão. O que eu achei? O Moroccanoil Light tem uma consistência bem leve, sendo um óleo mais fininho, sabe? Já o Original é um óleo mais denso, daqueles que se você passar demais, deixa o cabelo pesado. A cor também é diferente. Enquanto o Original é um amarelo bem escuro, o Light já é um amarelo mais claro. Eu só não fiz um comparativo entre os dois porque o meu Original acabou faz tempo. O Moroccanoil Light, justo por ter a textura mais leve, penetra rapidamente nos fios e eu não achei que pesa em nada. Mesmo usando…

Moroccanoil Light

Qualidade - 9.5
Cumpre o que promete - 10
Nível de Nutrição - 8
Perfume - 10
Preço - 6

8.7

NOTA FINAL:

Um bom óleo de tratamento que por ser mais leve, não pesa nos fios, mesmo nos mais finos. No cabelo úmido antes do secador eu achei que ele foi mais do mesmo, não oferecendo benefícios que valham a pena o uso dele assim. Já com o cabelo seco o resultado é bem mais satisfatório, oferecendo uma boa nutrição aos fios, deixando-os macios, hidratados, com toque aveludado e muito brilhantes. Tem um cheiro muito gostoso que dura bastante nos fios. Ótimo para ser usado no dia a dia, para manter a beleza dos cabelos todos os dias. Indico para cabelos finos que pesam com facilidade, cabelos levemente ressecados, pouco danificados e para os loiros, pois a versão Light não amarela os fios. Para cabelos mais ressecados e danificados, melhor investir na versão Original que é mais potente para o cabelo.

Avaliação dos leitores: Seja o primeiro a avaliar!
9


Alguém aí já usou o Moroccanoil? O Original ou Light?

Me conta nos comentários o que acha dele, miga! <3

Como fazer um alisamento natural

Olá!

Sei que muita gente quer ter um cabelo liso, mas nem sempre queremos colocar química nele, né?

Afinal, algumas químicas costumam danificar os fios com o tempo, deixando-os ressecados e sem vida.

Mas que tal aprender a fazer um alisamento natural utilizando produtos que você tem aí na sua casa?

Vem comigo que no post de hoje vou ensinar uma receitinha que deixa o cabelo mais liso, conhecido como alisamento natural!

Como fazer um alisamento natural

Essa receitinha é feita com ingredientes que ajudam a diminuir o volume e o frizz, como uma espécie de desmaia cabelo natural. Porém aqui não utilizamos química!

Usando sempre, a tendência é que o cabelo fique cada mais liso!

Mas tenha em mente que por ser natural, ele ajuda a deixar o cabelo mais lisinho porém não é igual a um alisamento químico, ok?

Ele vai funcionar melhor em cabelos lisos (para deixar ainda mais liso) e levemente ondulados. Nos cacheados e crespos o alisamento natural apenas diminui o volume. 😉

Você vai precisar de:

Máscara de alisamento:

  • 200 ml de leite de coco
  • 1 colher (sopa) de amido de milho (a famosa Maizena!)
  • 1 colher (sopa) de açúcar
  • 1 colher (sopa) de Bepantol Líquido
  • 1 colher (sopa) de Óleo de Coco

Misture em uma panela o leite de coco frio e o amido de milho. Leve ao fogo e misture até formar um mingau. Quando estiver frio, acrescente o açúcar, o Bepantol Líquido e o Óleo de Coco. Misture bem e reserve.

O leite de coco é rico em lipídios que ajudam a alinhar os fios deixando-os mais lisos. Ele também possui uma base mais oleosa e junto com o óleo de coco, deixam os fios super nutridos, com mais peso, resultando em um cabelo mais comportado e com menos frizz. O amido de milho é um excelente hidratante e também auxilia no controle de volume. O açúcar é rico em vitaminas que auxiliam no fortalecimento da fibra capilar e também no alinhamento dos fios. E para finalizar,  Bepantol vem para potencializar a hidratação.

Ou seja, é muita coisa boa pro cabelo!

Creme acidificante

  • 1 colher (sopa) de condicionador de sua preferência
  • 1/2 colher (sopa) de vinagre de maçã

Misture o condicionador com o vinagre. Reserve.

O acidificante aqui entra para equilibrar o pH e fechar as cutículas dos fios, mantendo o efeito da máscara por mais tempo e aumentando o brilho do cabelo.

Como preparar:

Na primeira vez que for fazer seu alisamento natural lave seu cabelo com um shampoo de limpe bem os fios, pode ser inclusive um anti-resíduos.

Retire o excesso de água com uma toalha e aplique a máscara de alisamento natural da raiz até as pontas, massageando bem. Deixe agir por 20 minutos.

Enxágue e aplique o creme acidificante apenas no comprimento e pontas. Deixe agir por 3 minutos.

Enxágue novamente.

Aplique um protetor térmico de qualidade e faça uma escova lisa. Se quiser ainda mais liso, use a chapinha.

Você vai perceber durante a escova que o cabelo estará bem mais liso e muito mais fácil de escovar.

Porém, o resultado desse alisamento natural é gradativo, ou seja, quanto mais usar mais liso fica!

Quando for utilizar a partir da segunda vez não use mais o anti-resíduos, ok? Assim o efeito da máscara vai sendo acumulado.

Você pode repetir o alisamento natural uma vez por semana.

Mas lembre-se: é um tratamento natural que vai deixar o cabelo um pouco mais liso, sim, mas não é igual a uma progressiva!


E aí, gostou da receitinha de alisamento natural?

Quando fizer volta aqui pra me contar o resultado!

Beijokas!