O que são dermocosméticos?

Olá!

As vezes quando alguém me pede sugestão de produto para determinados fins, eu sempre indico que, além de consultar um dermatologista, dê preferência sempre para os dermocosméticos.

E nessas indicações percebo que muita gente não sabe o que são dermocosméticos e principalmente, não sabe a diferença entre eles e os outros cosméticos do resto do mundo, rsrs.

Então hoje nesse post vou explicar para vocês a diferença para que essa dúvida não apareça mais! 😉

Dermocosmético, também conhecido como cosmecêutico, é um meio termo entre cosmético e medicamento.

Os princípios ativos dos dermocosméticos foram desenvolvidos através de muitos estudos, depois testados em laboratórios e suas ações tem comprovação científica.

Além disso, os dermocosméticos não possuem corantes e nem fragrâncias. Geralmente são hipoalergênicos, não comedogênicos (não entopem os poros) e testados em diferentes tipos de pele para saber quais deles podem ou não ser usados para quem tem pele sensível.

Por ter esses princípios ativos, os dermocosméticos atuam mais precisamente e podem chegar até em camadas mais profundas da pele, oferecendo um melhor resultado de tratamento. Eles agem de dentro para fora e tratam a causa do problema.

Já os cosméticos geralmente tem ação superficial e agem apenas para mascarar o problema, e não para tratá-lo.

Vou dar dois exemplos para vocês entenderem melhor:

Quando você está com uma dor de cabeça, o que você costuma fazer? Tomar um analgésico, certo?
Só que as dores são frequentes e acontecem todos os dias. Se você continuar tomando o analgésico ele vai tratar a dor, mas não a causa da sua dor de cabeça. E com o tempo seu corpo vai acostumar e aquele analgésico nem fará mais efeito.
Você vai no médico e descobriu que as dores de cabeça frequentes eram causados porque você precisava de óculos. Depois que começou a usar óculos, as dores pararam.

Nessa historinha o analgésico seria o cosmético, que resolvia a dor mas não a curava. O óculos então seria o dermocosmético, pois ele agiu na causa da dor!

Agora vamos usar um exemplo mais específico sobre o assunto.

Você tem pele oleosa e muitas espinhas, então começou a usar uma linha de cosméticos para pele oleosa. Eles são bons, tiram a oleosidade da pele, mas parece que não são suficientes pois a pele volta a ficar oleosa rapidamente e as espinhas continuam aparecendo.
Isso acontece porque esses cosméticos agem superficialmente, tirando a oleosidade da pele mas não atingindo a verdadeira causa que faz com que sua pele fique oleosa.
Ao se consultar com um dermatologista, ele lhe receitará um dermocosmético que vai agir nas áreas mais profundas da pele e fazer com que as glândulas sebáceas trabalhem menos, o que vai resultar em menos oleosidade e consequentemente, menos espinhas.

E aí fica clara a diferença: os cosméticos maquiam, enquanto que os dermocosméticos tratam! 🙂

As marcas mais conhecidas de dermocosméticos são: Vichy, La Roche-Posay, RóC, Avène, Galderma, Dermage, Eucerin, Clinique e Adcos.

E existem dermocosméticos para vários tipos de tratamento: anti-acne, anti-envelhecimento, celulite, estrias, gordura localizada, etc.

Não existe uma marca melhor do que a outra, e sim a que é mais indicada para o seu tipo de pele. E para saber qual é a melhor para sua pele, consulte seu dermatologista!

Entenderam agora a diferença entre cosméticos e dermocosméticos? Qualquer dúvida, já sabem, é só comentar! 😉

Beijokas!

Comentários

comentários