Umectação para diminuir a oleosidade dos cabelos

Olá!

Você deve ter lido o título desse post e ter pensado: oi? A Manu tá doida? Umectação para diminuir a oleosidade do cabelo?

Só pode estar doida essa blogueira!

Mas não estou doida não, minha gente! Vocês sabiam que a umectação capilar é simplesmente um dos melhores tratamentos para diminuir a oleosidade do couro cabeludo e pode ser a salvação para cabelos oleosos?

Então senta aqui e lê esse post que eu te explico tudinho!

Umectação para diminuir a oleosidade dos cabelos

Quem tem cabelo oleoso sabe o quanto é difícil diminuir essa oleosidade, né?

Geralmente se usa um monte de shampoo específico, esfoliante, shampoo seco, mas parece que quanto mais se usa esse tipo de produto, mais oleoso o cabelo fica, né?

E é isso mesmo que acontece! O nome disso é efeito rebote!

Você vai lá e usa um mooooonte de produto para cabelo oleoso. O seu corpo entende mais ou menos isso: “eita, eu tô fabricando óleo mas parece que não tá sendo o suficiente, pois essa raiz tá limpa! Bora fabricar mais óleo!”

E aí o seu cabelo vai ficando cada vez mais oleoso.

A melhor forma de melhorar isso é oferecendo ao cabelo um pouco de óleo. Assim seu corpo entende que já tem óleo suficiente ali e que não precisa fabricar mais. E como que a gente coloca óleo no cabelo de forma saudável? Com umectação capilar! \o/

Então se seu cabelo está com excesso de oleosidade, comece a fazer umectação capilar com algum óleo 100% vegetal de sua preferência duas vezes por semana. Aplique o óleo no couro cabeludo e massageie bem. Deixe agir por 2 horas e lave como de costume. Se preferir, pode dormir com o óleo no cabelo e lavar no dia seguinte.

Repare que com o tempo o seu cabelo vai começar a ficar menos oleoso! Daí você pode diminuir o intervalo das umectações e fazer apenas 1 vez por semana, para manter.

Gente, funciona super! Uma amiga tinha que lavar o cabelo todo santo dia por causa da oleosidade e fazendo umectações constantes ela conseguiu diminuir a frequência das lavagens e atualmente ela consegue ficar até dois dias sem lavar, acredita?

Então começa a fazer essa umectação no couro cabeludo e depois me conta o resultado! 😉

Ah, se você quiser um resultado ainda melhor, coloca umas gotinhas de óleo de alecrim misturado ao óleo de vegetal escolhido para a umectação. 😉


Alguém aí já conhecia a dica da umectação para diminuir a oleosidade do cabelo?

Beijokas!

Manteiga de murumuru – Milagre para os cabelos!

Olá!

Dias atrás eu postei no meu Instagram (me segue!) alguns produtos naturais que recebi da loja Paris Essências.

Eles viram que eu os indiquei no post sobre onde comprar óleos vegetais para umectação capilar e muito fofos, me agradeceram enviando alguns produtos para testar! <3

Recebi 3 manteigas (murumuru, karitê e cupuaçu) e 3 óleos (ojon, maracujá e castanha do pará).

Quando vi a manteiga de murumuru eu fiquei bem curiosa em testar, já que tinha ouvido falar que essa manteiga é maravilhosa para os cabelos.

Tanto que a L’Oréal Professionnel lançou uma linha toda baseada nessa manteiga, a Absolut Control. Tem resenha da máscara dessa linha aqui.

Eu usei a manteiga de murumuru para fazer umectação e simplesmente amei o resultado no meu cabelo!

No post de hoje vou explicar direitinho para que ela serve e como utilizá-la para realizar a umectação!

Manteiga de Murumuru

manteiga-de-murumuru-2

A manteiga de murumuru é produzida a partir de um óleo extraído da castanha de uma palmeira da região amazônica, chamada Astrocaryum murumuru.

A palmeira é abundante na região da floresta amazônica e se estende até as fronteiras da Bolívia e do Peru.

A manteiga de murumuru tem alta concentração de ácidos oleico, láurico e mirístico, que hidrata profundamente os fios.

Além de hidratar, ela forma uma poderosa camada protetora nos cabelos, evitando a perda da água dos fios. O produto restaura a estrutura hidrolipídica dos cabelos, deixando-os macios, leves e protegidos contra os agentes externos.

O produto também é excelente para diminuir o volume dos cabelos e diminuir o frizz, ou seja, é super indicado para os cabelos das brasileiras, que costumam ser bem volumosos e com bastante frizz.

É por isso que a manteiga de murumuru é o principal ativo da linha Absolut Control da L’Oréal, já que ela é indicada justamente para cabelos volumosos.

A manteiga de murumuru é ainda mais potente que o famoso óleo de argan.

Em um cabelo levemente seco e sem brilho o óleo de argan dá conta do recado. Agora, cabelos super ressecados e danificados por secador, chapinha, tinturas, descolorações e progressivas terão resultados muito melhores com o murumuru!

Além de ser ótima para os cabelos, a manteiga de murumuru hidrata também a pele e os lábios. Ou seja, é um produto multifuncional!

Umectação com manteiga de murumuru

A manteiga de murumuru é bem pastosa e durinha, lembrando bastante a consistência daquelas manteigas de garrafa nordestinas (eu amo!), sabe?

Inclusive, o cheiro é também muito parecido com o cheiro de manteiga de garrafa. Tem gente que não gosta desse cheiro, mas eu particularmente não acho ruim. E depois de lavar não fica cheiro algum, então não é um problema.

Para usá-lo como umectação é preciso derreter a manteiga no banho-maria ou microondas. Dizem que no banho-maria é melhor, mas eu derreti no microondas mesmo porque é mais fácil, rsrs.

Ele absorve MUITO bem nos fios. Acho que é um dos óleos vegetais que mais são absorvidos no cabelo. Por causa disso apenas um pouquinho já é o suficiente para passar no cabelo todo.

Coloquei aproximadamente meia colher (sopa) de manteiga de murumuru para derreter, passei no cabelo inteiro e ainda sobrou um tiquinho. Aproveitei esse tiquinho, coloquei em um pote pequeno e estou usando como hidratante labial a noite. Deixa os lábios super hidratados e macios!

A forma de umectação é exatamente a mesma que eu já ensinei várias vezes, mas caso seja sua primeira vez aqui, vou colocar novamente o passo a passo.

Após derreter a manteiga de murumuru, siga os passos abaixo.

umectacao-capilar

Fiz no meu cabelo e deixei agindo a noite toda. No dia seguinte eu lavei e meu cabelo ficou MARAVILHOSO!

Além de mega macio e hidratado, ficou realmente com menos frizz, pontas mais reparadas e com bastante brilho!

Dá só uma olhadinha:

manteiga-de-murumuru-resultado

Sem dúvidas é a umectação mais potente que já fiz. Mais ainda do que a de óleo de rícino!

Gostei muito e pretendo continuar fazendo sempre! Se você não quiser fazer a umectação, pode colocar um pouco da manteiga de murumuru derretida em uma máscara de hidratação. Ainda não testei assim mas acredito que o resultado será bem satisfatório! 😉

A minha manteiga de murumuru foi enviada pelo pessoal da Paris Essências como um presente de agradecimento pela indicação da loja que fiz no blog tempos atrás. 100g de manteiga custam apenas R$11,99, preço bom, né?

Só um pouquinho de manteiga já serviu para a umectação pro meu cabelo inteiro, então acredito que esses 100g vão durar bastante!

Esse post NÃO é publicidade e eu NÃO ganho comissão com a venda desse produto na loja, ok? Só fiz o post mesmo pra poder dividir a maravilha da manteiga de murumuru com vocês! 😉


Vocês já conheciam a manteiga de murumuru?

Me contem nos comentários o que acharam!

Beijokas!

aviso-produto-enviado

Umectação com óleo de rícino

Olá!

Eu sempre ouvi falar super bem do tal óleo de rícino, mas confesso que achava que ele era apenas mais um óleo comum para umectação e que não era tão diferente assim do azeite de oliva ou do óleo de coco que já estou acostumada a usar.

Então por isso nunca me interessei em comprar.

Até que essa semana fui na farmácia e resolvi comprar um, afinal é super baratinho.

Fiz a umectação com ele no mesmo dia que comprei e fiquei impressionada! O óleo é muuuuuuito bom e muuuuuuito melhor que o azeite e o óleo de coco!

Vou contar um pouquinho sobre ele e contar pra vocês como usá-lo para umectação, combinado?

Benefícios do óleo de rícino

oleo-de-ricino-umectacao-2

O óleo de rícino é extraído da semente de mamona, por isso ele também é conhecido como óleo de mamona.

Esse óleo tem inúmeros benefícios! Ele é antioxidante, cicatrizante, laxante, hidratante e anti-inflamatório. Muito bom, né?

O óleo de rícino é utilizado há muito tempo, desde o antigo Egito, pois ele possui propriedades medicinais e ainda é muito utilizado até hoje para algumas doenças como constipação, distúrbios menstruais, inflamações, enxaquecas e problemas gastrointestinais.

Mas esse blog é de beleza, e o assunto hoje aqui é usá-lo para ficar mais bonita!

O óleo de rícino é excelente para fortalecer os fios do cabelo, desde a raiz, e por isso é um excelente produto para ser usado contra a queda capilar e para estimular o crescimento.

Muitas meninas na internet dizem que ele funciona mesmo e que o cabelo cresce bem mais rápido se utilizá-lo com bastante frequência.

O óleo também pode ser usado para hidratar a pele, para tratamento de acne, melhorar cicatrizes, prevenir estrias, para hidratar pés ressecados, hidratar cutículas e fortalecer as unhas.

No cabelo, além de estimular o crescimento e melhorar a queda, o óleo de rícino encorpa os fios finos deixando-os mais fortes e resistentes à quebra, hidrata, dá brilho, diminui o frizz e repara pontas duplas.

Minha gente, vou encher uma caixa d’água de óleo de rícino e tomar banho com ele, hahaha!

Umectação com óleo de rícino

Vocês provavelmente já leram isso em todos os blogs que falam sobre esse óleo, mas vou frisar: usar ele sozinho é MUITO difícil.

O óleo é muito espesso e é bem difícil para aplicar. Ele não gruda direito no cabelo, os fios grudam nas mãos e é bem difícil para espalhar.

O ideal é sempre misturar com um outro óleo que você gostar, mas lembre-se apenas que esse outro óleo precisa ser 100% vegetal, ok?

Da primeira vez eu usei puro e foi bem difícil aplicar, mas da segunda vez (estou com o óleo na cabeça enquanto escrevo esse post) eu misturei com azeite de oliva extra-virgem e foi beeeem mais fácil!

A proporção da minha mistura foi 1:1, ou seja, misturei o óleo de rícino e o azeite de oliva em quantidades iguais.

O óleo de rícino tem um cheiro bem estranho, tipo de mato velho, sabe? Tem gente que acha insuportável, mas não achei tão péssimo assim. É ruim, mas é “cheirável”, hahaha!

Misturando com outro óleo o cheiro fica bem mais fraco. Se você achar o cheiro muito ruim opte por misturar com óleo de coco, que tem um perfume mais gostosinho e vai disfarçar melhor o cheiro do rícino.

Apliquei a mistura dos óleos no cabelo assim como faço em toda a umectação, passando da raiz as pontas e massageando bem. Se você tem alguma dúvida na aplicação, veja esse passo a passo que eu montei, não tem erro:

umectacao-capilar

Como o óleo de rícino tem uma ação especial no couro cabeludo, eu fiz uma massagem vigorosa na raiz do cabelo com as pontas dos dedos para que o óleo penetrasse bem.

Em toda umectação o ideal é que você fique no mínimo 2 horas com o óleo no cabelo, mas quanto mais tempo você ficar, melhor.

Da primeira vez fiquei 3 horas e já tive um resultado ótimo, mas das próximas vezes pretendo dormir com ele no cabelo.

Resultado da umectação com óleo de rícino

Genteeeeee! Melhor umectação da vida!

Lavei meu cabelo como sempre faço nas umectações, usando um shampoo transparente (usei o Pantene Brilho Extremo), shampoo hidratante e uma máscara de hidratação leve.

Quando enxaguei já senti meu cabelo bem mais macio e hidratado. Sequei ele só com secador (com protetor térmico) e não passei chapinha.

O cabelo ficou super comportado, com menos frizz e com as pontinhas mais reparadas. Super amei!

Só que além disso, eu realmente percebi que o fio do meu cabelo estava mais encorpado e forte. E eu nunca tinha sentido isso com nenhum outro óleo que usei.

Com o óleo de coco e azeite o meu cabelo fica com menos frizz e mais brilho, ok. Mas mais forte e reparado? Nunca! Só senti isso usando o óleo de rícino. Isso utilizando 1 única vez!

Imagina usar esse troço direto? O meu cabelo vai ficar mega forte!

Ameeeeei!

E pensando pelo lado que ele deixa o cabelo forte desde a raiz, faz muito sentido que ele auxilie no crescimento.

Só que segundo as meninas de quem eu assisti os vídeos, o certo é usar o óleo de rícino no mínimo duas vezes por semana por pelo menos 3 meses para que o resultado seja satisfatório.

Como a minha intenção aqui não é estimular crescimento, não vou fazer nenhum antes e depois. Mas se eu perceber que ele cresceu mais eu aviso pra vocês, combinado?

Paguei R$5,00 num pote de 60ml, muito baratinho! E eu ainda paguei “caro”, pois vi esse frasco em outras farmácias custando por volta dos 3 reais.

Vale super a pena!

Indico essa umectação para todos os tipos de cabelo, mas principalmente para cabelos com química, como tinturas e descolorações. As químicas costumam deixar o fio super frágil e quebradiço, e o óleo de rícino fortalece o fio de verdade.

Ah, você encontra o óleo de rícino pra vender em qualquer farmácia! 😉


Faz na sua casa e me conta o que você achou!

Beijokas!

Super tratamento para cabelos danificados

Olá!

Esses dias eu fiz uma mistureba de tratamentos no meu cabelo e não é que deu muito certo? Hahaha!

E quando eu faço coisas legais no meu cabelo, venho correndo contar pra vocês! 😀

E qual é o melhor de tudo isso? Não é preciso gastar muito dinheiro!

Vem comigo que eu vou ensinar vocês a fazer um super tratamento para cabelos danificados!

Bom, a minha ideia surgiu quando pensei algo como: e se eu fizer várias etapas do cronograma capilar praticamente tudo de uma vez? Hahaha! E foi assim que fiz: juntei umectação, cauterização e hidratação!

Meu cabelo ficou muito bom, super reparado, hidratado, macio e brilhante!

Vamos para o passo a passo do tratamento:

– Primeiro vamos começar com a umectação. Passe um óleo 100% vegetal em todo o cabelo, dando ênfase nas partes mais danificadas;

– Faça isso a noite, coloque uma touquinha para não sujar seu travesseiro e durma com o óleo nos fios;

– No dia seguinte, lave seu cabelo com um shampoo transparente (para retirar melhor o excesso de óleo);

– Tire o excesso de água dos fios, borrife queratina líquida por todo o cabelo e coloque uma touca plástica ou laminada;

– Deixe agir por 10 minutos e sem enxaguar, passe uma máscara de reconstrução ou reposição de massa que não tenha queratina;

– Deixe agir por mais 10 minutos e enxágue bem;

– Seque os fios com uma toalha e passe mais queratina (de preferência termo ativada) mecha por mecha. Caso não tenha termo ativada, use a normal e logo em seguida passe um protetor térmico;

– Seque os fios totalmente, e se tiver cabelos muito enrolados, faça uma escova rápida;

– Passe a chapinha em uma temperatura de 170º a 200º mecha a mecha, de 6 a 8 vezes na mesma mecha;

– Depois de frio passe um reparador de pontas para finalizar;

– Aguarde 48 horas sem lavar os cabelos;

– Depois de 48 horas, lave seu cabelo com um shampoo hidratante;

– Hidrate usando uma boa máscara de hidratação, batizada com Bepantol Líquido e Glicerina;

– Enxágue e passe um tico de condicionador nas pontas;

– Finalize como de costume, mas se puder, deixe secar naturalmente.

Meninas, o resultado desse tratamento é incrível! O cabelo fica visivelmente recuperado e com cara de bem tratado, além de super macio, hidratado e brilhante!

Façam, que vocês não vão se arrepender!

Sei que dá um pouquinho de trabalho, mas garanto que vale a pena!

Vou deixar aqui a lista dos produtos que eu utilizei, com sugestões de produtos de fácil acesso para substituição:

  • Óleo de coco 100% natural Copra – Pode ser substituído por qualquer óleo 100% vegetal ou azeite de oliva extra virgem;
  • Shampoo Brilho Extremo Pantene – Pode ser substituído por qualquer shampoo transparente que você queira;
  • Queratina líquida Niely Gold (resenha em breve) – Essa é super baratinha, e você pode usar essa ou qualquer queratina líquida, tem várias opções nas perfumarias;
  • Sleek and Shine Keune – Pode ser substituído por RMC Amend, Máscara Repositora de Massa Seda, Repositora de Massa Novex, Fiberceutic L’Oréal, Midollo di Bamboo Alfaparf, Nutrição Celular Acquaflora, Restauração Profunda Pantene, etc. Lembre-se que nessa máscara não pode ter queratina!
  • Queratina em Gel Charis – Substitua por qualquer queratina com proteção térmica, ou, use uma normal (pode ser a da Niely, inclusive) e passe um protetor térmico depois. O Óleo Liso Marroquino da Garnier Fructis é um ótimo protetor térmico, e é baratinho!
  • Shampoo Smooth Lock Redken – Substitua por qualquer shampoo hidratante, como Pantene, Seda, TRESemmé, L’Oréal, Amend, Natura, Avon, Jequiti, etc.
  • Creme de Tratamento Intensivo Joy – Substitua por alguma mascara de hidratação como o Hidratação Profunda TRESemmé, Hidratação Intensiva Pantene, Máscara Capilar Amend, Seda Ceramidas, etc. Não esqueça de colocar Bepantol Líquido e glicerina para potencializar sua hidratação!

Gostaram dessa dica de hoje meninas?

Se vocês tem os cabelos danificados por químicas, tinturas e excesso de secador e chapinha, façam esse tratamento e depois venham me contar como ficou o cabelinho de vocês! 😀

Beijokas!

Onde comprar óleos vegetais para a umectação capilar?

Olá!

Muita gente já virou adepta do uso do óleo vegetal no cabelo. Afinal, é um excelente produto para deixar o cabelo bonito sem precisar gastar muito!

Aqui no blog eu já fiz um post completo sobre umectação capilar, então se vocês não sabem como usar óleo no cabelo, sugiro dar uma lidinha nesse post para se familiarizar sobre o assunto!

Mas o que muita gente ainda me pergunta, é sobre onde comprar esses óleos vegetais. Afinal você não os encontra em supermercados ou farmácias, não é mesmo?

Hoje vou deixar aqui no blog algumas dicas de onde vocês podem comprar óleos vegetais para usar na umectação capilar!

Antes de começar, vou deixar sugestões de óleos vegetais para serem usados de acordo com o seu tipo de cabelo:

Cabelos ressecados – Óleos de: Abacate, Buriti, Coco, Amêndoas, Macadâmia, Semente de Uva

Cabelos danificados – Óleos de: Cártamo, Coco, Pracaxi, Pequi, Rosa Mosqueta

Cabelos oleosos – Óleos de: Semente de Uva, Copaíba, Coco

Para auxiliar no crescimento – Óleos de: Abacate, Semente de Abóbora, Girassol, Aloe Vera, Cártamo

Para fortalecer os fios – Óleos de: Buriti, Cártamo, Abacate, Girassol, Rosa Mosqueta

Essas informações eu tirei do blog Clube do Cabelo e Cia, da Erika Nasch, que é uma especialista em produtos naturais! Aqui eu coloquei só os principais e os que são mais fáceis de encontrar, mas no post dela tem uma enxurrada de óleos e várias dicas especiais sobre eles!

Agora vamos responder a pergunta do post:

Onde encontrar esses óleos?

– Em casas de produtos naturais – Geralmente em casas que vendem produtos naturebas sempre tem algum óleo vegetal para vender, na maioria das vezes 100% natural. O de coco é o mais fácil de encontrar nesses lugares, mas também é comum encontrar óleos de amêndoas, abacate e semente de uva!

Farmácias de manipulação – Essas farmácias também costumam ter óleos vegetais para vender, sempre com bastante variedade. A parte boa é que caso você não ache algum óleo específico, você pode pedir para manipular. Geralmente para esse tipo de produto eles não pedem receita, basta pedir e eles fazem!

– Casas de Essências: Aí está o melhor lugar para encontrar óleos vegetais! Conhecem essas lojas que vendem matéria prima para cosméticos e perfumes artesanais? Então, geralmente eles tem uma variedade enorme de óleos vegetais, geralmente 100% naturais! Os preços costumam ser bem em conta e dá para achar exatamente o óleo vegetal que estava procurando!

– Internet: Muitos sites disponibilizam vários óleos vegetais para venda. Eu nunca comprei na internet então não posso indicar nenhuma loja específica, mas vou deixar alguns links que pesquisei e que me parecem ser confiáveis:

Acho que agora vai ficar mais fácil para vocês encontrarem seus óleos preferidos, né?

Qualquer dúvida já sabem, é só perguntar! 😉

Beijokas!

Tudo sobre umectação capilar

Olá!

Eu fiz um post sobre umectação capilar aqui no blog uma vez, que chamei de Hidratação Pré-Shampoo.

Mas eu acho que o post não ficou tão completo e muita gente acessa aquele post sem saber que minha hidratação pré-shampoo nada mais que a própria umectação!

Na ocasião também acabei usando um óleo errado e uma leitora fofa me alertou nos comentários.

Por causa disso resolvi fazer um novo post, agora mais completo e com dicas especiais para que você possa fazer sua umectação capilar sem erros! 😉

umectação capilar

O que é a umectação capilar?

No post do Cronograma Capilar eu expliquei que o cabelo precisa de três coisas para que ele fique saudável: reconstrução, hidratação e nutrição.

A reconstrução repõe as proteínas perdidas no fio do cabelo, a hidratação repõe a água e a nutrição repõe os lipídios. Para maiores informações sobre o cronograma acesse esse post.

E onde entra a umectação? Como a umectação capilar é feita com óleos, ela faz parte da etapa de nutrição.

Para que ela serve?

Como falei anteriormente, a umectação capilar serve para repor os lipídios perdidos do fio do cabelo.

A umectação deixa o cabelo hidratado, macio, mais encorpado, com menos frizz, dá brilho e ajuda muito a melhorar aquelas pontinhas ressecadas.

Para que tipo de cabelo a umectação é indicada?

Não há nenhuma contraindicação à umectação capilar, ela pode ser feita em qualquer cabelo que esteja ressecado, principalmente se o cabelo não responde muito bem as hidratações feitas em casa com máscaras de hidratação.

É ideal apenas que se tome cuidado para não colocar óleo próximo a raiz do cabelo, para não deixar o cabelo oleoso.

Faça uma vez no seu cabelo e veja como ele vai reagir. Tem gente que ama a umectação e tem gente que odeia! Eu adoro!

Que tipo de óleo deve ser utilizado?

Você pode utilizar qualquer óleo de sua preferência, desde que ele seja 100% vegetal. Não use reparadores de pontas ou óleos de origem mineral, eles tem várias substâncias que ao invés de tratar o cabelo, podem prejudicar.

Para saber se o óleo é 100% vegetal basta olhar o rótulo e ver a composição do produto. Se tiver algo a mais do que o óleo indicado, ele não deve ser utilizado.

Os mais utilizados são: óleo de coco, rícino, argan, abacate, amêndoas, ojon, macadâmia, e etc. Todos esses óleos são encontrados facilmente em casas de produtos naturais ou casas de essências. Fiquem de olho: óleos de perfumaria na maioria esmagadora das vezes NÃO são naturais! Prefira comprar nesses lugares que citei! Na internet você também encontra várias lojas que comercializam os óleos 100% vegetais!

Um óleo muito utilizado para umectação e que traz bons resultados é o azeite de oliva, aquele mesmo que a gente usa na pizza! (ai que fome!). Mas é preciso que ele seja extra-virgem! E não se preocupe, depois que lavar o cabelo não fica com cheiro de salada! 😀

Como a umectação é feita?

Depois de escolher o óleo de sua preferência, passe sem dó mecha a mecha, até que todo o cabelo seja envolvido. Dê ênfase nas partes mais danificadas e ressecadas. Coloque uma touca plástica para que você não saia carimbando óleo em todo o lugar que encostar, hehe!

Tente ao máximo não deixar o óleo chegar perto da raiz, para não deixar o cabelo oleoso. Já existem alguns óleos que podem ser usados também para massagem no couro cabeludo, se o seu óleo for desse tipo, aí sim pode ser passado no cabelo inteiro!

O óleo vegetal pode e deve ser aplicado no couro cabeludo! Além de hidratar, ele vai nutrir o couro e estimular o crescimento dos fios e NÃO vai deixar o cabelo oleoso. 😉

 Duas horas já são o suficientes para conseguir bons resultados, mas quanto mais tempo você ficar com o óleo no cabelo, melhor.

Você pode passar o óleo de manhã e lavar só a noite, ou passar a noite, dormir e lavar só no dia seguinte. Eu já fiz de todas as formas e acho que a aplicação noturna é a melhor! Novamente, sugiro que testem e vejam qual é a melhor forma no cabelo de vocês!

Depois do tempo de ação, lave e condicione normalmente o seu cabelo com seus produtos de sempre. Para resultados ainda melhores, use uma máscara de reposição hídrica após a umectação. As máscaras de reposição hídrica costumam ser a base de pantenol (Oi Bepantol!), semi di lino, ceramidas, e etc.

Agora é só finalizar seu cabelo como de costume!

Quantas vezes por semana posso fazer a umectação capilar?

Isso vai depender de como seu cabelo vai reagir. Tem gente que faz umectação em toda a lavagem, tem gente que faz uma vez por semana, outros a cada 15 dias…

Tudo vai depender de como seu cabelo está e como ele vai ficar depois da umectação (se vai pesar, se ficou oleoso, se o cabelo reagiu bem, etc).

Quanto mais ressecado e danificado ele estiver, mais vezes você poderá fazer a umectação!

E você Manu, faz como?

Bom, eu não estou mais seguindo o cronograma capilar pois meu cabelo já está bem mais recuperado das agressões. Agora só preciso que ele cresça e toda a parte que era loira vá embora, aí terei meu cabelo saudável de novo.

Na verdade eu ainda meio que sigo, mas não tão certinho como antes. Eu continuo fazendo reconstruções, hidratações e nutrições, mas vou revezando conforme minha vontade, rsrs.

Eu faço umectação mais ou menos a cada 15 dias, ou quando percebo que as pontas do meu cabelo precisam de um “up” instantâneo.

Eu uso o óleo de coco na minha umectação, pois no meu cabelo achei que ele se saiu melhor que o azeite. Eu comprei numa casa de produtos naturais, e esse óleo é aquele que as pessoas tomam para emagrecer. Paguei algo em torno de R$25,00 e acho que compensa, pois dura bastante.

Como falei no tópico anterior, eu já usei de diversas formas mas a minha preferida é passar o óleo a noite e lavar no dia seguinte. Antigamente eu deixava só meia hora, mas depois que comecei a deixar mais tempo percebi que o resultado era melhor.  No meu cabelo a umectação responde muito bem, pois deixa meu cabelo mais lisinho, disciplinado, sem frizz e com bastante brilho!

Bom, acho que tirei todas as dúvidas de vocês sobre a umectação capilar, né? Mas se ainda restou alguma, por favor comentem no post que eu respondo! 😀

Beijokas!