Como o Mingau chegou em minha vida e Projeto Abraçando Patinhas

Olá!

O post de hoje é muito especial! <3

Além de contar para vocês como minha bola peluda chegou na minha vida, vou contar também sobre o Projeto Abraçando Patinhas, que vai doar nada mais nada menos que 1 TONELADA de ração para uma ONG de cuidado animal! E ainda tem mais, VOCÊ pode ajudar doando mais  ração para os doguinhos!

Mas calma, vamos por partes!

Primeiramente, vamos voltar alguns anos atrás na minha vida….

Como o Mingau chegou até a mim

mingau - desejos de beleza

Eu vou assumir uma coisa que pouca gente sabe: eu não gostava de gatos!

Acredita, gente? Eu nunca maltratei nenhum bichinho, mas eu tinha aquela ideia errada de que gatos não gostam do dono, só da casa, que não eram carinhosos e toda aquela baboseira que muita gente fala. Mas só fala isso quem NUNCA teve um gato na vida!

Mas, diferente de mim (e graças a Deus!) meu pai gostava de gato. E um belo dia ele encasquetou que queria um, dizendo que ia ter um gato em casa de qualquer jeito.

Ele ficou sabendo que em um pet shop aqui perto tinha dois gatinhos para adoção. E me intimou:

– Seguinte, eu vou pegar o gato e você vai comigo me ajudar a trazer!

Então tá, né? Lá fui eu. Quando cheguei lá, vi duas bolotinhas de pelo que eram um pouco maior que minha mão. Meu pai escolheu o macho e então o trouxemos para casa.

Até então, o gatinho foi trazido pelo meu pai, para ele cuidar. Então eu nem chegava perto dele, já que tinha até um certo medinho de gato.

Só que o Mingau deve ter olhado pra minha cara e pensado: Quero nem saber, essa menina aí vai ser minha mãe e eu vou convencê-la disso!

Eu ficava sentada na sala e ele vinha esfregar a cabecinha no meu pé. Como era muito pequenininho, ele se desequilibrava e caia, de barriguinha pra cima, dando aquele miadinho bem fofo e agudo!

Ahhhhh….como aguentar? Só sei que em poucas semanas o Mingau deixou de ser um gatinho adotado pelo meu pai e se tornou o amor da minha vida!!!

E posso dizer que ele foi uma das melhores coisas que me aconteceram!

Eu tenho um companheiro que está sempre do meu lado, que me ama acima de tudo e não liga para o que eu tenho. Ele me ama como eu sou, e é um amor verdadeiro!

E claro, com isso também descobri que todas aquelas baboseiras de gato eram mentira! Os gatos gostam dos donos SIM, são carinhosos SIM, são brincalhões SIM!

Já faz 11 anos que tenho o Min na minha vida e não consigo mais imaginar minha vida sem ele, e quando ele virar anjinho um dia, com certeza vou ter que ter outros gatos!

manu e mingau - desejos de beleza

Guarda responsável

Infelizmente nem todos os gatinhos e cachorrinhos tem a mesma sorte que o Mingau teve. E isso acontece por causa da irresponsabilidade dos donos, que adotam (ou até compram!) um filhotinho e acham que eles são iguais bichos de pelúcia! Aí quando descobrem que eles são seres vivos, largam na rua como se fossem um objeto!

Pensa num ódio que eu tenho de gente que abandona animais!

Para ajudar as pessoas a se conscientizarem, nós, blogueiros do Rotaroots com a ajuda a Max – Total Alimentos, elencamos os 10 pilares de uma guarda responsável.

direitos

  1. Educação das crianças sobre a necessidade do respeito aos animais
  2. Denúncia e vigilância contra maus tratos aos animais
  3. Castração dos peludinhos pra evitar o abandono dos filhotes não planejados
  4. Vacinação para todos
  5. Visitas regulares ao veterinário
  6. Conscientização contra os abandonos, principalmente no final do ano
  7. Necessidade de auxílio aos cães e gatinhos mais idosos
  8. Alimentação digna e saudável
  9. Espaços adequados para a diversão e bem-estar
  10. Higiene constante do local onde moram e também deles mesmo

Leia, aprenda, e ajude conscientizando também as pessoas ao seu redor!

Além disso, você pode ajudar doando ração para os cachorrinhos abandonados. Nós do Rotaroots já conseguimos um montão, mas ainda não é o suficiente!

Precisamos da sua ajuda!

Abraçando Patinhas e 1 tonelada de ração!!!

Infelizmente ainda existem muitos bichinhos abandonados, e por isso é que existem várias ONGs que recolhem, cuidam e colocam os peludinhos para adoção, para que eles possam ter a vida tranquila que deveriam ter.

Mas as ONGs precisam de muito dinheiro para manter várias barriguinhas peludas cheias, né?

A primeira parte já foi feita!

Os blogueiros do Rotaroots criaram o Projeto Abraçando Patinhas, que junto com a Max – Total Alimentos vai doar nada mais nada menos que 1 TONELADA DE RAÇÃO!!! \o/

A ONG escolhida para receber isso tudo de ração é a ABEAC (Associação Bem Estar Animal Amigos da Célia), responsável por aproximadamente 1100 cachorrinhos.

E sabe o que é melhor? Você pode doar mais ração e fazer com que a Max também doe mais!

cachorro sorrindo

Doe 1 ração você também!

A Max – Total Alimentos conta com um programa chamado Max em Ação. No hotsite do programa, você pode localizar algumas ONGS cadastradas no projeto e doar valores a partir de R$6,00 (que equivale a 1kg de ração).

A cada doação feita para a ONG que você escolher, a Max acrescenta mais 50% em cima. Exemplo: se você doa 10kg, a Max doa mais 5 e no total a ONG vai receber 15kg de ração!

Nós do Rotaroots queremos que a ABEAC receba, além de 1 tonelada que ela já ganhou, mais 1 tonelada através das suas doações.

Então entre nesse site e doe a quantidade que puder: Doar para ABEAC, Associação Bem Estar Animal Amigos da Célia.


Quero todo mundo ajudando os doguinhos da ABEAC!

Agora, me conta nos comentários: como começou a história de amor entre você e seu cachorrinho e/ou gatinho?

Se você não tem nenhum bichinho e quer ter um, não compre, adote!

Existem vários peludos abandonados loucos para ter um cantinho!

Adote um bichinho e descubra o que é amor incondicional! Aliás, eu já dei aqui no blog 8 motivos para adotar um animal de estimação. Leia que eu tenho certeza que eu vou fazer você ir correndo em alguma ONG adotar seu bichinho!

 Beijokas!

“Esta blogagem coletiva faz parte do projeto Abraçando Patinhas, uma iniciativa do Rotaroots em parceria com a marca de ração Max – da fabricante Total Alimentos (http://www.maxtotalalimentos.com.br/). Esta iniciativa reverterá na doação de 1 tonelada de ração para a ABEAC (http://www.abeac.org.br/), ONG responsável pelo bem estar de cerca de 1100 cães. Saiba mais sobre o projeto no site do Abraçando Patinhas (http://rotaroots.blog.br/abracandopatinhas/) ou participando do grupo do Rotaroots no Facebook (https://www.facebook.com/groups/rotarootsblogs/).”

Comentários

comentários

Você também vai gostar desses posts:

2 comments

  1. Manu, cheguei aqui procurando uma matéria sobre shampoo antí-residuos e me deparei com este post….Vc já ganhou minha simpatia imediata!!! rs
    eu adotei minha gatinha Lola em 8 de dezembro de 2012, já adulta, com uma ong.
    Confesso pra vc que no começo achei que ela ñ iria me amar e nem ficar em casa, porque ela não ia no colo (raro), não ronronava e nem amassava pãozinho, mas tb pudera, ela foi resgatada da estrada do Campo Limpo (SP) com os irmãozinhos, que foram todos adotados, e ela ficou.
    Creio que ela e os irmãos foram abandonados já grandinhos, ou seja, alguém de sangue frio ficou com eles e depois os jogou na rua. Na época tinham 7 meses.

    Com muita paciência e amor fui mostrando dia a dia como ela poderia ser amada e querida, e já vão fazer 2 anos que estou com ela. É puro amor!
    Quem diz que não gosta de gato, não os conhece!
    Ela me espera na porta de casa todos os dias, ama colo, ama dormir colada comigo, é super brincalhona e faz birra qdo durmo fora de casa!

    A coisa mais linda que ela já me fez, foi, quando um dia, eu estava chorando, estava triste, ela subiu no meu colo e se aproximou bem do meu rosto, e lambeu uma lágrima minha. Foi a 1a vez que eu senti a linguinha áspera de um gatinho!
    e a minha tristeza passou naquela hora!
    Puro amor!!!!
    Sinceramente, não sei como eu vivia sem gatos, até então! Não dão gasto, trabalho zero e a recompensa é muito amor!

    beijos

    1. Que bom que gostou do blog e de mim! Obrigada apelo carinho!
      O Mingau também lambe minhas lágrimas! Muito amor, né?

      Eu também acho que não sei mais viver sem gatos!

      Beijokas!

Deixe uma resposta para Manu Alves Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *